Vídeo

BMW 333i (E30). O «primo do M3» que pouca gente conhece

Portugal não foi o único mercado a receber uma versão especial do icónico BMW Série 3 (geração E30). Na África do Sul tiveram a mesma sorte.

Confessamos. Aqui na Razão Automóvel nunca tínhamos ouvido falar do BMW 333i (E30).

O BMW M3 (E30), não foi comercializado na África do Sul. Por isso a divisão sul-africana da marca alemã decidiu criar uma alternativa ao BMW M3 «europeu». A forma como o fizeram é simplesmente fantástica.

Com recurso à fábrica de Rosslyn, a BMW South Africa desenvolveu um modelo único, limitado a pouco mais de 200 unidades. Nascia assim o BMW 333i.

Motor «straight six» do Série 7

Apesar de não ser um verdadeiro substituto do M3 (E30), este BMW 333i tinha os seus encantos. O motor que animava esta versão era o mesmo que encontrávamos no pouco desportivo — e muito luxuoso… — BMW 733i. Um motor que substituía a unidade 325i e debitava uns interessantes 198 cv de potência.

Um motor que casava com uma caixa manual de 5 velocidades com relações mais curtas, autoblocante traseiro e claro… tração traseira. Para apimentar um pouco mais as coisas, a BMW South Africa recorreu aos préstimos da preparadora Alpina, que trabalhou a admissão e forneceu um jogo de travões mais potentes.

A NÃO PERDER: Fiat. A marca que «inventou» os motores Diesel modernos

Neste vídeo, Arshaad Nana, proprietário de uma das raras unidades deste modelo, fala da experiência que é ter um BMW 333i (E30) na garagem.

De que vale ir a uma festa, se não dançarmos?
Arshaad Nana, proprietário do BMW 333i (E30)

É nestes termos que o proprietário deste BMW 333i coloca o tipo de utilização que lhe dá. Apesar da sua raridade, não se coíbe de o tirar da garagem para uns passos de dança.

O caso português

Portugal também teve o seu «BMW 333i», chamava-se 320is. Era uma versão exclusiva para o mercado nacional e italiano. Dois países que sofriam de uma fiscalidade que penalizava os carros com cilindradas superiores. Um fator que limitou o sucesso comercial do BMW M3 e 325i (E30) nestes mercados.

BMW 320is. O M3 com sotaque português (e italiano…).

Para contornar este problema, a BMW pegou no BMW M3 (E30) e fez uma versão com menos «cafeína» — leia-se menos cilindrada e menos impacto visual. Nascia assim o BMW 320is «português». Um modelo que chegou inclusivamente a ter um troféu monomarca dedicado, inserido no campeonato nacional de velocidade. Outros tempos…

Sabes responder a esta?
Qual foi a marca que inventou o sistema common rail?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Fiat. A marca que «inventou» os motores Diesel modernos

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos