Mercado Nacional

Renault, Peugeot e Volkswagen. As marcas mais vendidas em 2017

Em 2017 o mercado nacional cresceu. No pódio das marcas mais vendidas, no entanto, não houve novidades — mantém as mesmas posições de 2016.

O ano de 2017 foi bastante positivo para o mercado automóvel nacional. Relativamente a 2016, registou-se um aumento de 7,6% (7,7% incluindo pesados), traduzindo-se na venda de 260 654 unidades (266 386 incluindo pesados). Nas marcas mais vendidas não houve contudo grandes surpresas.

No entanto, o mês de dezembro registou um forte e previsível abrandamento em todos os setores: ligeiros (+0,4%), comerciais ligeiros (−0,1%) e pesados (−11,8%). No cômputo geral, o mercado contraiu 0,1% relativamente ao mês homologo em 2016.

As marcas mais vendidas

Por detrás dos bons números do ano, encontramos uma tabela liderada pela Renault, que repete o feito de 2016. O pódio, aliás, permanece imutável em 2017, com a Peugeot e Volkswagen a manterem o segundo e terceiro lugar, respetivamente.

A lista das 10 marcas mais vendidas (inclui ligeiros e comerciais ligeiros) fica assim delineada:

  • Renault — 37 785 un.
  • Peugeot — 27 550 un.
  • Volkswagen — 18 263 un.
  • Mercedes-Benz — 18 096 un.
  • Citroën — 16 840 un.
  • Fiat — 15 281 un.
  • Opel — 15 061 un.
  • BMW — 14 534 un.
  • Nissan — 13 587 un.
  • Ford — 11 889 un.

Vencedores e vencidos

Sim, houve aumentos extraordinários de 100% ou mais para algumas marcas mais exóticas — Aston Martin, Bentley ou Lamborghini — mas estamos a falar de vendas que, em termos absolutos, não totalizam o número de dedos nas mãos.

Mais relevante, nos construtores de volume pudemos observar performances dignas de registo. A Renault, a líder destacada, foi também das marcas que mais viu as suas vendas subir — cerca de 13,5%, quase o dobro de crescimento do mercado. Destaque para a Fiat e Nissan que subiram, respetivamente, 17,6% e 11%. Ainda no Top 10, Peugeot (+8,1%), Citroën (+9,1%), Opel (+9,8%) e Ford (+9,4%) também apresentaram taxas de crescimento superiores à do mercado.

Mais abaixo na tabela, o destaque vai todo para a Hyundai (17º lugar) com um aumento anual de 43,2% — em dezembro a subida foi ainda mais expressiva, atingindo os 64,5%. Também a Dacia e a Kia registaram aumentos pronunciados de 19,2% e 12,3% respetivamente.

RELACIONADO: Citroën C3 atinge o topo de vendas do segmento B em Portugal

Em trajetória descendente parecem estar as marcas de volume do grupo Volkswagen. Excetuando a Audi (+1,2%), tanto a Volkswagen (−4,5%), como a SEAT (−2,3%) e a Skoda (−20,8%) viram as suas vendas descer relativamente a 2016. Outras marcas que se destacaram, pela negativa, encontramos a Mitsubishi (−13,9%) e a Honda (−33,1%).

Sabes responder a esta?
Qual o nome da pick-up da Renault com base na Nissan Navara?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Renault Alaskan, a irmã da Classe X inicia vendas na Europa

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos