Salão de Detroit 2018

Bullitt regressa à ação. Ford reedita Mustang de Steve McQueen

Presente em Detroit, a Ford mostra edição especial do Mustang GT, a recordar o filme “Bullitt”, com Steve McQueen. Sinónimo de estética mais agressiva e 475 cv de potência.

Modelo que, entre outros momentos altos, ficou famoso pela participação no policial “Bullitt”, filme de ação onde “contracenou” com o ator Steve McQueen, o Ford Mustang volta a exibir, 50 anos depois, a denominação Bullitt. Desta feita, tendo por base a versão GT e o seu V8 5.0 litros a gasolina, embora, nesta edição especial Ford Mustang Bullitt, com muito mais estilo e potência — 475 cv no mínimo, afirma o fabricante!

“Apresentado” pela primeira vez em 1968, data de lançamento do filme com Steve McQueen, o Ford Mustang Bullitt que a marca da oval azul dá agora a conhecer tem lançamento previsto para o próximo Verão, nos EUA. Não se sabendo, pelo menos para já, se alguma unidade chegará à Europa.

Ford Mustang Bullit 1968
Lembras-te? Se calhar não…

Mustang Bullitt — Sem emblemas, como no filme

O Mustang Bullitt destaca-se pelo facto de ser proposto apenas e só nas cores Preto Shadow e Verde Dark Highland, esta última, a exibida pelo carro de McQueen, a que junta depois alguns elementos cromados em volta da grelha frontal e nas janelas dianteiras, além das clássicas jantes de cinco braços em alumínio, de 19”. O modelo prima ainda por uma quase total ausência de logótipos, a não ser, ao centro da traseira, o emblema desta versão especial — um ponto de mira, com a palavra “Bullitt” ao centro.

RELACIONADO: Ford Mustang. “Pony car” atualizado para 2018.

No interior, além de uma transmissão manual, cujo punho é uma bola branca, naquela que é uma referência direta ao modelo original, um painel de instrumentos digital LCD de 12 polegadas, com funções idênticas ao sistema adotado para o novo Mustang que, recorda a Ford, vai chegar à Europa no final do ano. Sem esquecer um exclusivo ecrã de boas-vindas “Bullitt”, que inicia num tom verde, com a imagem do carro em vez do cavalo.

Ford Mustang Bullit 2018
Para além da cor e das jantes, ambas exclusivas, destaca-se a ausência de quaisquer logótipos.

V8 5.0 litros com “borbulhar” característico

Como motorização, o novo Mustang Bullitt utiliza o mesmo V8 5.0 litros da versão GT, embora com potência aumentada, “pelo menos”, até aos 475 cv, revela a marca da oval azul.

Também de série, um sistema de escape de alto rendimento, com válvula de escape, especificamente recalibrado para conferir ao carro a sonoridade característica do modelo original, a fazer lembrar uma espécie de “borbulhar”.

Este novo Bullitt é, à imagem de Steve McQueen, descontraidamente ‘cool’. Como designer, é o meu Mustang favorito, sem listas, ‘spoilers’ e emblemas. Não precisa de afirmar nada: é simplesmente ’cool’

Darrell Behmer, designer-chefe do Mustang

Eram dois, não um

Sobre o modelo original, que participou no filme que chegou aos cinemas a 17 de outubro de 1968, vale a pena recordar que foram, não um, mas dois, Mustang GT fastback de 1968 exatamente iguais, a fazerem as cenas. Entre as quais, a da famosa perseguição pelas íngremes ruas de São Francisco, marcada por vários saltos.

No final da rodagem, os dois carros tiveram, no entanto, destinos diferentes: enquanto o conduzido por McQueen foi vendido pela Warner Bros., a um comprador privado, o outro, utilizado na maior parte dos saltos da referida perseguição, acabou tendo como destino um sucateiro. Só voltando a ser encontrado no início de 2017, em Baja, Califórnia, EUA.

Já o outro, manteve-se desaparecido, até agora,  quando se soube que estava na posse de Sean Kiernan, cujo pai, Robert, o havia comprado, em 1974. Herdado pelo filho em 2014, o Mustang “estrela de cinema” voltou assim a aparecer, no lançamento do novo Bullitt.

Ford Mustang Bullit 2018
A designação Bullitt, em vez do cavalo ao centro.

Sabes responder a esta?
De quanto é o aumento do espaço para pernas, nos bancos traseiros, no novo Classe G?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Mercedes-Benz Classe G. O ícone regressa já em junho

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos