SEMA 2017

Audi TT Clubsport Turbo Concept. O motor do TT RS ainda tem muito para dar.

A Audi leva ao SEMA o TT Clubsport Turbo Concept com 600 cv extraídos do cinco cilindros do TT RS. E estreia a Audi Sport Performance Parts.

Já começou mais uma edição do SEMA e a Audi não perdeu a oportunidade para também brilhar. Não só estreou a sua nova linha de acessórios Audi Sport Performance Parts (já lá vamos) como expôs o Audi TT Clubsport Turbo Concept — um TT que parece ter saído diretamente dos circuitos.

TT Clubsport Turbo Concept reaparece… dois anos depois

O Clubsport Turbo Concept não é, no entanto, uma novidade absoluta. Já o tínhamos visto antes, em 2015, no festival de Wörthersee (ver destaque). O aspeto musculado (14 cm mais largo) é justificado pelos números do seu propulsor. Trata-se do mesmo cinco cilindros de 2.5 litros do Audi TT RS, mas nesta aplicação passa a debitar 600 cv e 650 Nm —  mais 200 cv e 170 Nm que o  TT RS!

Tal só é possível devido à tecnologia empregue. Os dois turbos presentes são accionados eletricamente, ou seja, os turbos não necessitam dos gases de escape para começarem a funcionar. Graças à inclusão de um sistema elétrico de 48V,  um compressor elétrico providencia o fluxo necessário para manter em constante estado de prontidão os turbos, o que permitiu aumentar o seu tamanho e pressão, sem receios de haver turbo-lag.

Tal como em 2015, volta a ser referida a inspiração do Audi 90 IMSA GTO, e agora, no SEMA, tal ligação é reforçada pelo novo esquema de cores aplicado, claramente derivado do “monstro” que discutiu o campeonato IMSA nos EUA em 1989. O porquê da Audi ter recuperado este concept está a levantar todo o tipo de rumores. Estará a Audi a preparar um super TT acima do RS?

Audi Sport Performance Parts

A Audi estreou no SEMA uma nova linha de acessórios focada no incremento da performance, dividindo-se em quatro áreas distintas: suspensão, escape, exterior e interior. Devidamente denominada Audi Sport Performance Parts, foca-se, para já, apenas no Audi TT e R8, com a promessa de mais modelos no futuro.

Audi R8 e Audi TT - Audi Sport Performace Parts

Tanto o TT como o R8 podem receber coilovers ajustáveis em duas ou três direções, jantes forjadas de 20″ — que reduzem as massas não suspensas em 7,2 e 8 kg respetivamente —, e pneus de alta performance. No caso dos TT coupé e com tração integral está disponível um reforço para o eixo traseiro, incrementando a rigidez e a precisão do seu comportamento.

O sistema de travagem vê-se também otimizado: estão disponíveis kits que permitem melhorar o arrefecimento dos discos, assim como novos revestimentos para as pastilhas de travão, aumentando a resistência à fadiga. Destaca-se também um novo escape em titânio, desenvolvido em conjunto com a Akrapovic, para o Audi TTS e TT RS.

E como é visível, tanto no TT como no R8, a Audi Sport Performance Parts também dedicou particular atenção à componente aerodinâmica. O objectivo é o de providenciar mais downforce. No R8 este aumenta de 150 para 250 kg à sua velocidade máxima (330 km/h). Mesmo a velocidades mais “pedestres”, como 150 km/h, os efeitos podem ser sentidos, já que o downforce eleva-se de 26 para 52 kg. No R8, estes novos elementos são elaborados em CFRP (polímero de fibra de carbono reforçado), enquanto no TT variam entre CFRP e plástico.

Para terminar, o interior pode ser equipado com um novo volante em Alcantara, que integra uma marca vermelha no seu topo e patilhas para mudar de relação em CFRP. No caso do TT, os bancos traseiros podem ser substituídos por uma barra capaz de aumentar a rigidez torcional. É feita em CFRP e garante uma redução de peso na ordem dos 20 kg.

 

 

Sabes responder a esta?
Qual o primeiro Audi a surgir com tração traseira?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Audi R8 V10 RWS, o mais divertido de sempre?

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos