Curiosidades

Qual é o circuito mais perigoso do mundo?

De norte a sul, vamos viajar por todo o mundo à procura dos circuitos mais extremos em várias categorias.

Os circuitos são os locais indicados para explorarmos ao máximo a nossa paixão pela velocidade. Quem gosta de automóveis tem certamente o seu favorito.

Agora, com a preciosa ajuda da Red Bull Motoring vamos responder a algumas das perguntas que mais inquietam a humanidade, no que a locais de culto para apaixonados por borracha queimada diz respeito. Entre outras: qual é a pista mais alta do mundo relativamente ao nível do mar? Muito pertinente…

Chega de conversa fiada, vamos à lista. E começamos logo com uma das mais famosas.

O mais perigoso: Nürburgring Nordschleife, Alemanha

O verdadeiro «inferno verde». Um circuito que já reclamou 68 vidas. É este nº que coloca o mítico traçado alemão na frente de Indianápolis, que fez 56 vítimas.

O mais alto: Autódromo Hermanos Rodríguez, México

Esta pista voltou ao calendário da Fórmula 1 em 2015 e está localizada no coração da Cidade do México, a 2.285 metros de altitude. Devido à altitude os carros debitam menos potência.

O mais extenso: Nürburgring Nordschleife, Alemanha

O circuito de Nürburgring aparece de novo na lista, agora como o mais longo do mundo, graças aos 20,8 km de extensão. Para a tradicional corrida 24h de Nürburgring a organização junta dois circuitos diferentes: o Nordschleife e o Grand Prix. Esta junção resulta em 25,9 km de pista, incluindo um total de 170 curvas.

O mais antigo: Brooklands, Inglaterra

O circuito de Brooklands tinha 4,4 km de extensão, era inclinado (como se pode ver) e foi concluído em 1907. Foi o primeiro autódromo do mundo.

O mais acidentado: Nürburgring Nordschleife, Alemanha

Sim, Nürburgring de novo. No traçado mais longo, os pilotos sobem de 320 metros acima do nível do mar para 620 metros de altitude. É uma mudança de 300 metros!

O mais ao norte: Arctic Circle Raceway, Noruega

Localizado a 30 km do Circulo Polar Ártico, este autódromo da Noruega é o circuito mais ao norte do planeta. Outra curiosidade: esta pista poderia receber corridas de 24h durante o verão sem necessidade de holofotes.

O mais ao sul: Autódromo Carlos Romero, Argentina

A pista de Tolhuin é a mais ao sul do planeta. Trata-se de um circuito que recebe acima de tudo, competições nacionais e regionais. Ganha por pouco ao circuito Teretonga Park, na Nova Zelândia.

O mais caro: Yas Marina Circuit, Abu Dhabi

890 milhões de euros, memorizem este número. Foi quanto foi gasto para erguer, além da pista, um hotel de luxo e uma marina. As imagens falam por si.

eles investiram para erguer, além da pista, um hotel de luxo e uma marina no entorno. Custou caro, mas ficou bom mesmo.

O de maior capacidade: Indianapolis Motor Speedway, Estados Unidos

Indianápolis alberga 260 mil pessoas nas suas bancadas. É verdade que nas 24H de Le Mans há mais público, porém o circuito não tem um carácter permanente.

 

Fonte: Red Bull Motoring

Mais artigos em Notícias