Pick-Up

Renault Alaskan, a irmã da Classe X inicia vendas na Europa

Introduzida em 2016 no continente sul-americano, a Renault Alaskan atravessa o Atlântico e inicia este mês a sua comercialização na Europa.

Nascida de uma parceria entre a Renault, Nissan e… Mercedes-Benz, a Renault Alaskan é uma parte do trio composto pela Nissan Navara e Mercedes-Benz Classe X.

Apresentada em 2016 e introduzida com sucesso na América Latina, a pick-up francesa chega finalmente à Europa – em Portugal mais para o fim do ano -, após a sua apresentação no último Salão de Genebra.

A Renault não pretende perder uma fatia do crescente mercado de pick-up europeu, que cresceu 25% o ano passado e 19% na primeira metade deste ano. Até a Mercedes-Benz avançou com a sua proposta, a Classe X, diretamente relacionada com a Alaskan.

No entanto, a marca francesa como líder na venda de veículos comerciais na Europa e possuindo uma vasta rede de distribuição, pode ser determinante para o sucesso deste modelo. Terá como rivais as estabelecidas Toyota Hilux, Ford Ranger ou Mitsubishi L200, pelo que a tarefa não se avizinha fácil.

As especificações da pick-up francesa

A Renault Alaskan está disponível com cabinas simples e dupla, caixa de carga curta e longa, e ainda uma versão chassis cabina. A sua capacidade de carga útil é de uma tonelada e 3,5 toneladas de reboque.

A Alaskan deriva da Navara, mas a nova frente integra os elementos visuais que nos permitem identificá-la claramente como um Renault – visível no formato das óticas-grelha ou na assinatura luminosa em “C”.

A marca refere que o interior é espaçoso e confortável, com possibilidade de ter bancos aquecidos ou ar condicionado por zonas. Também está presente um ecrã tátil de 7″ que integra o sistema de infoentretenimento onde se encontra, entre outros, o sistema de navegação e conectividade.

A motivação da Renault Alaskan está entregue a um motor Diesel com 2,3 litros que surge com dois patamares de potência – 160 e 190 cv. A transmissão está a cargo de duas caixas de velocidades – manual de seis velocidades ou automática de sete -, com possibilidade de o fazer às duas ou quatro rodas (4H e 4LO).

A Renault Alaskan, tal como a Nissan Navara e a Mercedes-Benz Classe X são produzidas em múltiplos locais: Cuernavaca no México, Córdoba na Argentina e Barcelona na Espanha.

RELACIONADO: A “nova” Peugeot Pick Up quer conquistar África

 

Sabes responder a esta?
Qual o nome da pick-up derivada do Ford Model T?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

O primeiro TT foi uma pick-up da Ford. Já lá vão 100 anos

Mais artigos em Notícias