Apresentação

Smart vision EQ fortwo: sem volante, sem pedais e anda sozinho

O vision EQ fortwo é a proposta da Smart para o futuro da mobilidade urbana em 2030. Um futuro partilhado, elétrico e autónomo.

Ainda se parece com um Smart, mas não poderia ser mais radical. O Vision EQ Fortwo prescinde do condutor prevendo um futuro totalmente autónomo algures em 2030.

Ao contrário dos automóveis atuais, o Vision EQ Fortwo não é um automóvel para uso pessoal e privado, passando a fazer parte de uma rede de car sharing.

Será este o “transporte público” do futuro?

A Smart acredita que sim. Se por fora o reconhecemos como um Smart, por dentro dificilmente o reconhecemos como um… automóvel. Não há volante nem pedais. Leva dois ocupantes – fortwo -, mas existe apenas um banco corrido.

smart vision EQ fortwo

Há uma app para isso

Sendo autónomo, não necessitamos de conduzi-lo. Uma aplicação no telemóvel é o meio pelo qual o chamamos e no interior podemos também usar a voz para o comandar.

Tal como noutras aplicações teremos um perfil pessoal com uma série de opções que permitem personalizar o interior do “nosso” Smart. Tal será possível graças à presença dominadora de um ecrã de 44 polegadas (105 cm x 40 cm) no interior do vision EQ fortwo. Mas não se fica por aí.

As portas, transparentes, são revestidas com uma película, nas quais podem ser projectadas as mais variadas informações: quando desocupado, informações sobre eventos locais, estado do tempo, notícias ou simplesmente dizerem as horas poderão ser visualizadas .

Por fora, as suas dimensões não diferem das do fortwo que conhecemos com referências visuais suficientes que o identificam como um Smart.

Apresenta uma grelha reminiscente dos Smart atuais, mas passa a ser mais uma forma de comunicar com o exterior, integrando várias mensagens, desde a indicar que vai a caminho até cumprimentar o seu próximo ocupante.

Também as óticas dianteiras e traseiras, que passam a ser painéis em LED, podem servir de meio de comunicação e adoptar diferentes formatos lumínicos.

O smart vision EQ fortwo é a nossa visão para o futuro da mobilidade urbana; é o mais radical conceito de car sharing: totalmente autónomo, com o máximo de capacidades de comunicação, amigável, personalizável e, claro, elétrico.

Annette Winkler, CEO da Smart

Elétrico, obviamente

A Smart é o único construtor de automóveis que pode afirmar ter uma versão 100% elétrica de todos os seus modelos. Naturalmente, o vision EQ fortwo, antecipando um futuro a 15 anos de distância, é elétrico.

O concept vem com um conjunto de baterias de iões de lítio com uma capacidade de 30 kWh. Sendo autónomo, quando necessário, o vision EQ fortwo dirigir-se-á a uma estação de carregamento. As baterias podem ser carregadas “sem fios”, isto é, por indução.

O vision EQ fortwo estará presente no Salão de Frankfurt e serve também de antecipação à estratégia elétrica da Daimler, grupo que detém a Smart e a Mercedes-Benz. A marca EQ, estreada o ano passado através do Generation EQ, da Mercedes-Benz, deverá ser o primeiro modelo elétrico a chegar ao mercado, num total de 10 que serão lançados até 2022. E haverá de tudo, desde um pequeno citadino como o Smart até um SUV de grandes dimensões.

A NÃO PERDER: Salão de Frankfurt 2017. O guia completo

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos