Desporto Motorizado

Para que servem os 24 botões no volante do Porsche 919?

Estar ao volante de um LMP1 em Le Mans é semelhante à experiência em operar um computador. Com a diferença de que tudo é feito a velocidades de mais de 300 km/h...

Há pouco mais de um mês, a Porsche reclamou a sua 19ª vitória nas 24 Horas de Le Mans, a terceira consecutiva. Uma prova que, além dos mecânicos e dos pilotos, teve o Porsche 919 Hybrid como grande protagonista.

O modelo de competição apresentado no Salão de Genebra de 2014, lançado na altura com o objetivo de destronar a hegemonia da Audi na histórica prova de endurance, representa o pináculo da tecnologia da casa de Estugarda. Senão vejamos: um motor 2.0 litros turbo de quatro cilindros em V no eixo traseiro, complementado por um motor elétrico que motiva as rodas dianteiras, dois sistemas de recuperação de energia (de travagem e escape), um chassis em fibra de carbono e alumínio, apenas 875 kg de peso e todo um espetáculo aerodinâmico.

RECORDA AQUI: As 24 Horas de Le Mans voltam a supreender

Toda esta tecnologia de ponta está ao serviço dos pilotos através de um volante igualmente avançado, concentrado de tecnologia… mas difícil de descortinar para o comum dos mortais. Ao contrário dos carros que conduzimos no dia-a-dia, aqui a função do volante vai muito mais além do que mudar de direção.

Ao todo são 24 botões à frente e seis patilhas na parte posterior, com um ecrã ao centro que concentra em si (quase) todas as informações relativas ao veículo – mudança engrenada, estado da bateria, velocidade, etc. A forma retangular do volante facilita a entrada e saída do carro.

Porsche 919 Hybrid - volante

Os botões usados mais frequentemente estão posicionados no topo, facilmente acessíveis com os polegares, e permitem fazer a gestão entre o motor de combustão e unidades elétricas. O botão azul (16), à direita, é usado para fazer sinais de luzes nas ultrapassagens. No lado oposto, o botão vermelho (4) serve para extrair mais energia da bateria – “boost”.

Os interruptores rotativos abaixo do ecrã – TC/CON e TC R – servem para afinar o controlo de tração, e trabalham em conjunto com os botões no topo (amarelo e azul). Os botões em tons de rosa (BR) servem para regular os travões, entre o eixo traseiro e dianteiro.

Igualmente importantes são os botões RAD e OK (a verde), que controlam o sistema de rádio – para a comunicação com a equipa, não para ouvir música… O botão a vermelho DRINK à esquerda permite operar o sistema de bebida do piloto, o outro botão de igual cor no lado direito SAIL, permite poupar combustível ao não permitir que o motor de combustão intervenha. O interruptor rotativo RECUP controla o sistema de recuperação de energia.

Quanto às patilhas, as mais importantes estão ao centro, usadas para as mudanças de velocidade. Em cima estão as patilhas que controlam o “boost” e em baixo as que controlam a embraiagem.

Fácil de decorar, não? Agora imaginem ter de controlar tudo isto a velocidades de mais de 300 km/h…

Porsche 919 Hybrid
Sabes responder a esta?
Qual é a potência máxima do novo Porsche 911 GT2 RS?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

A Porsche perdeu a vergonha toda
Em cheio!!
Vai para a próxima pergunta

ou lê o artigo sobre este tema:

A Porsche perdeu a vergonha toda

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos