Apresentação

A “nova” Peugeot Pick Up quer conquistar África

A Peugeot revelou imagens da sua nova pick-up denominada de... Pick Up. O regresso da marca às pick-up será, para já, exclusivo para o continente africano.

A Peugeot e o continente africano têm já uma relação de longa data. Os Peugeot 404 e 504 tornaram-se icónicos, conquistando o continente africano pela sua resistência e durabilidade, tanto em formato automóvel como pick-up. O 504 chegou mesmo a ficar conhecido como o “Rei das estradas africanas”, com a sua produção a ter continuado por África, após o fim do modelo na Europa. A pick-up 504 só deixou de ser produzida em 2005, na Nigéria.

A marca francesa volta agora a estar presente no continente africano com uma pick-up, acelerando o seu processo de internacionalização. Não veremos uma pick-up do Peugeot 508 ou uma reedição da Hoggar, a pequena pick-up sul-americana com base no 207. Em vez disso, a Peugeot recorreu à sua parceira chinesa, Dongfeng, que já comercializava uma pick-up no mercado chinês – denominada Rich.

Peugeot Pick Up

Um claro exercício de badge engineering, uma nova grelha e identificação da marca, permitiu rapidamente à Peugeot ter uma proposta para preencher esta lacuna no seu portefólio africano. No entanto, houve espaço para um apontamento nostálgico, observado no nome Peugeot em letras generosas estampado na porta traseira, a recordar a mesma solução nas saudosas 504.

A Peugeot Pick Up não parece ser assim tão nova

Ao ser pouco mais que uma Dongfeng Rich com novos símbolos, a Peugeot herdou um modelo lançado no distante ano de 2006. Mas a história não acaba aqui. A Dongfeng Rich é o resultado de uma joint-venture entre a Dongfeng e a Nissan, denominada Zhengzhou Nissan Automobile Co., focada na produção de veículos comerciais. A pick-up chinesa, na realidade, não é mais que uma versão da primeira Nissan Navara – geração D12 – lançada em 1997.

Assim, a “nova” Peugeot Pick Up é efetivamente um modelo que já conta com 20 anos de idade.

Apresentada para já apenas com dupla cabine, a Pick Up conta com um motor Diesel common rail de 2.5 litros de capacidade, debitando 115 cavalos e 280 Nm de binário.

Estará disponível em versões 4×2 e 4×4, com a transmissão a ser efetuada através de uma caixa manual de cinco velocidades. A caixa de carga tem 1.4 m de comprimento por 1.39 m de largura e suporta até 815 kg.

Pode ser baseada num modelo antigo, mas equipamento atual não falta, como entrada USB, ar condicionado manual, vidros e retrovisores elétricos, rádio com leitor de CD e sensores de estacionamento traseiros. No capítulo da segurança, ABS e airbag para condutor e passageiro marcam presença.

A Peugeot Pick Up inicia a sua comercialização em setembro.

Sabes responder a esta?
O WM P88 foi o carro que registou a maior velocidade de ponta nas 24 Horas de Le Mans. Qual foi a velocidade atingida?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

WM P88 Peugeot. O «rei da velocidade» nas 24 Horas de Le Mans

Mais artigos em Notícias