Glórias do Passado

Lembras-te da Innocenti? A marca italiana pode estar de volta

Um grupo de investidores interessados na Innocenti prometem fazer regressar a icónica marca italiana. Para já, não se sabe ainda com que modelos.

Passaram precisamente duas décadas desde que a Innocenti fechou portas, mas nem por isso a marca italiana caiu no esquecimento. Graças a um grupo de empresários – Industrie Riunite SpA, Euro Mobile International BV, Finambiente Group SpA e a família Perrotta – a marca agora sediada em Palermo poderá regressar não só ao mercado italiano como ao plano internacional. A ideia será juntar “a qualidade do design italiano às novas tecnologias e criar um modelo competitivo”.

A NÃO PERDER De Tomaso Pantera: beleza italiana e coração americano

Fundada originalmente por Ferdinando Innocenti em Milão, em 1920, a Innocenti ficou conhecida pelo desenvolvimento das scooters Lambretta, logo após a Segunda Guerra Mundial. Mais tarde, a marca italiana passou das duas para as quatro rodas, destacando-se a produção local do Mini.

Após ser adquirida pela British Leyland Motor Corporation, a Innocenti iniciou a comercialização de um Mini revisto, com carroçaria distinta – criação da Bertone – denominado Mini 90L e 120L.

Innocenti Mini

As primeiras Lambrettas chegaram a Portugal logo no início da década de 50, através do importador Moto Lambretta Portuguesa.

Em 1976, a marca foi comprada pelo empresário argentino Alejandro de Tomaso, e assumiu o nome de Nuova Innocenti – daqui nasceram modelos como o Mini De Tomaso (em destaque), uma versão mais desportiva. Houve diversas evoluções desta versão, culminando com o Turbo De Tomaso, já com o motor de 1.0 litros tricilíndrico da Daihatsu.

No final dos anos 80, a Innocenti acabou por ser comprada pela Fiat, já em fase de queda acentuada nas vendas. No início de 1993, a marca deu por terminada a produção de novos modelos, extinguindo-se quatro anos mais tarde. Qual será o próximo capítulo da Innocenti?

Mais artigos em Clássicos