Versões elétricas para todos os Citroën. A começar em 2020.

Não será através de uma submarca nem apenas com um ou dois modelos que a Citroën pretende apostar nas motorizações 100% elétricas.

Por esta altura já não haverá dúvidas: as motorizações 100% elétricas estão aqui para ficar. E se a maior parte das marcas já têm em marcha um plano para implementar estes modelos de emissões zero nas suas gamas, a Citroën também não foge à regra.

VÍDEO: Quando entregas uma Citroën Jumpy nas mãos de um piloto de ralis

No caso da marca francesa, Linda Jackson já definiu a estratégia a adotar para os próximos anos. Em declarações à Automotive News, a CEO da marca francesa afirma não ter dúvidas quando à necessidade de disponibilizar versões «amigas do ambiente» para todos os modelos, sem exceção:

“A nossa estratégia para os veículos elétricos não passa por ter apenas um modelo específico, mas sim alargar essas motorizações a toda a gama Citroën, para que os clientes possam escolher entre uma versão a gasolina e outra elétrica”.

Convém recordar que a Citroën estreou-se neste mercado em 2010 com o citadino C-Zero, uma derivação do i-MiEV da Mitsubishi que é vendido na Europa também através da Peugeot (como “iOn”). Desde então, a marca do duplo chevron lançou ainda o pequeno descapotável e-Mehari.

A NÃO PERDER: Citroën Type H e Jumpy. O passado e o presente da marca francesa

Agora, a marca francesa prepara-se para reforçar a aposta nos elétricos. O primeiro modelo desenvolvido através nova plataforma e-CMP do grupo PSA vai ser lançado em 2020, um ano depois do modelo elétrico da DS (fruto da mesma plataforma).

Os modelos abrangidos pela plataforma e-CMP terão uma autonomia de até 450 km.

A plataforma e-CMP está atualmente a ser desenvolvida pelo grupo PSA em conjunto com os chineses da Dongfeng Motors, paralelamente à CMP (Common Modular Platform) para compactos e subcompactos com motor de combustão.

Primeiro híbrido plug-in chega já em 2019

Entretanto, a Citroën prepara-se para lançar já em 2019 o seu primeiro modelo plug-in híbrido, através do recém-apresentado Citroën C5 Aircross. A versão PHEV e-AWD será equipada com um motor de combustão e dois motores elétricos para um total de 300 cv de potência. Será, por isso, o Citroën mais potente de sempre.

2017 Citroën C5 Aircross
2017 Citroën C5 Aircross

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos