Revelado

Este é o novo Skoda Vision E. Licença para produzir?

Acaba de ser apresentado o novo Skoda Vision E. Conhece as novidades daquele que poderá ser o próximo SUV com «formas coupé» da Skoda.

À semelhança de exercícios de design anteriores como o VisionC ou o VisionS, que anteciparam os atuais Superb e Kodiaq (respetivamente), o novo Skoda Vision E é a mais recente evolução da linguagem de design Skoda. Mas não é só.

Skoda Vision E

Embora seja mais curto, largo e baixo que o Kodiaq – 4.645 mm de comprimento, 1.917 mm de largura, 1.550 mm de altura –  o Vision E tem mais seis centímetros de distância entre eixos (2.850 mm). As rodas aproximam-se dos cantos, beneficiando as proporções e maximizando a disponibilidade do espaço interior.

Em termos estéticos, o SUV de cinco portas mantém-se fiel aos sketchs oficiais revelados no mês passado. O Vision E revela mais uma evolução na linguagem de design da Skoda, aqui apresentando uma vertente de aspeto mais dinâmico. Tal percepção é dada pela linha de tejadilho descendente, pela orientação ascendente da linha de cintura e o suave “kick” na linha base das janelas em direcção ao pilar C.

TESTADO: Desde 21.399 euros. Ao volante do renovado Skoda Octavia

Na frente vemos uma nova interpretação da face da Skoda. A grelha desaparece, apesar de sugerida por um relevo que quebra a superfície frontal. A ausência de uma grelha é justificada pela escolha do grupo motriz, que é totalmente elétrico.

Também a iluminação assume um novo caminho, com as óticas dianteiras a estarem unidas, assumindo os contornos da identidade da Skoda, apesar do formato esguio. São complementadas por uma “barra” de luz inferior horizontal e também a lateral ganha luz. A linha de cintura passa a ser parcialmente iluminada, gerando um novo motivo visual para a identidade da marca.

No interior, embora as imagens sejam pouco esclarecedoras, o Vision E vai contar com as habituais soluções simply clever, aqui num pacote bem mais futurista.

O Skoda mais potente de sempre?

Mais do que antecipar um simples SUV com silhueta coupé, este protótipo é na verdade o primeiro passo para a futura estratégia da eletrificação da Skoda, que vai dar origem a cinco modelos de emissões zero até 2025, o primeiro dos quais já daqui a três anos.

Quando (e se) avançar para a fase de produção, o Vision E recorrerá à plataforma MEB (Modulare Elektrobaukasten), uma plataforma dedicada exclusivamente a veículos elétricos do Grupo Volkswagen.

O Skoda Vision E é alimentado por uma unidade elétrica com 305 cv de potência que permite uma velocidade máxima de 180 km/h e uma autonomia de 500 km num único carregamento, de acordo com a marca. Uma motorização que, a concretizar-se no modelo de produção, fará deste o Skoda mais potente de sempre.

Além disso, o Vision E dá-nos também algumas pistas em relação ao leque de tecnologias de condução autónoma do nível 3 que estão a ser desenvolvidas pela marca. Desta forma, o Skoda Vision E já é capaz de operar em situações de para-arranca e autoestrada, manter-se ou mudar de faixa de rodagem, efetuar ultrapassagens e até procurar por lugares de estacionamento sem o input do condutor.

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos

Pub