Salão de Genebra 2017

Renault apresenta Zoe e-Sport com 462 cv eletrizantes

A Renault bem disse que tinha uma surpresa elétrica para Genebra. E, surpresa(!), mostraram um Zoe e-Sport super musculado e com super performance.

Com o Zoe Z.E. 40, o utilitário elétrico que tivemos oportunidade de testar no ano passado, a Renault quis acabar com os anseios relativamente à autonomia. Agora, em Genebra deparámos-nos com o protótipo Zoe e-Sport. O foco é claro: performance! E as mudanças, como se podem observar, são dramáticas!

O utilitário recebeu um tratamento que, de certa forma, nos fez recordar o Clio V6 (lembram-se dele?). O Zoe foi generosamente alargado, rebaixado e munido de enormes rodas de 20 polegadas. Alterações que transfiguram completamente o compacto utilitário. O aspeto insuflado não é apenas para os holofotes do salão helvético. Por baixo da pele, o Zoe recebeu importantes alterações que o transformam num inesperado desportivo.

O Zoe e-Sport relaciona-se com o carro da Renault que compete na Formula E, não só nas cores escolhidas – Azul Satin com pormenores em amarelo -, mas também no hardware. Não estando limitado por regulamentos, o Zoe e-Sport recorre a dois motores elétricos com origem na Formula E, e o resultado final é um monstro compacto com tração total (um motor por eixo) e cerca de 462 cv e 640 Nm. O suficiente para um sprint de apenas 3.2 segundos dos 0-100 km/h, e mais incrível, menos de 10 segundos para chegar aos 208 km/h (130 mph).

Renault ZOE e-sport

O pack de baterias é precisamente o mesmo do Zoe Z.E. 40, mas tendo em conta toda esta performance, temos dúvidas que consiga alcançar os mesmos números no capítulo da autonomia.

Segundo a marca, este míssil elétrico não vai ser produzido nem irá competir oficialmente em circuito. No entanto, o protótipo é totalmente funcional, construído para cumprir os regulamentos de segurança da FIA e aparecerá em diversos eventos durante o próximo campeonato de Fórmula E.

Por baixo da carroçaria musculada, mas de contornos familiares, esconde-se uma estrutura composta por um chassis tubular em aço, com suspensões de triângulos sobrepostos tanto à frente como atrás. O Zoe e-Sport vem equipado com discos de maiores dimensões e os amortecedores, ajustáveis em quatro parâmetros, são provenientes do Mégane RS 275 Trophy-R.

Guerra ao peso

Sabemos que veículos elétricos são por norma bem mais pesados que os equivalentes a combustão interna, e o Zoe não é exceção. Para a conceção deste protótipo, a Renault efetuou esforços no sentido de conter ao máximo o lastro. O interior foi totalmente despido e desprovido dos lugares traseiros, enquanto que a carroçaria passa a ser em fibra de carbono. Mesmo assim, o Zoe e-Sport acusa 1400 kg de peso, dos quais 450 kg são para as baterias.

Renault ZOE e-Sport

No plano aerodinâmico, considerando as performances anunciadas, o trabalho também foi extensivo. O Zoe e-Sport recebeu um fundo plano, um spoiler dianteiro na frente, um difusor traseiro inspirado nos Formula E e uma asa traseira em fibra de carbono que integra a luz de travagem.

Mais artigos em Notícias