Próxima geração do Skoda Yeti já começa a ganhar forma

A concorrência não dá tréguas e por isso a marca checa está a preparar um modelo mais próximo de um SUV tradicional.

Não é surpresa para ninguém que os engenheiros da Skoda já estão a trabalhar a todo o gás no sucessor do Skoda Yeti. Afinal, já passaram quase oito anos desde que a Skoda lançou este SUV compacto. Nesta segunda geração, a Skoda está a preparar uma renovação completa no Yeti, a começar pelo recurso à conhecida plataforma MQB – que equipa modelos como o Golf, A3 e Octavia, citando apenas alguns exemplos.

Em termos de design, o novo Skoda Yeti deverá abandonar as formas quadradas que o caracterizam de modo a aproximar-se dos SUV’s tradicionais, seguindo as pisadas do recém lançado Kodiaq, como nos mostram os desenhos do designer Theophilus Chin – meramente ilustrativos. Por dentro, é de esperar mais espaço para os passageiros e um aumento da volumetria da bagageira para perto dos 500 litros de capacidade.

A NÃO PERDER: Skoda. De onde veio o slogan «Simply Clever»?

No leque de motorizações, vamos encontrar uma oferta semelhante à dos restantes SUV’s do Grupo Volkswagen – motores TSI de 1.0 e 1.4 litros e TDI de 1.6 e 2.0 litros – e opcionalmente escolher o sistema de tração integral ou a caixa automática de dupla embraiagem DSG. Neste aspecto, a grande novidade é mesmo a entrada de uma motorização híbrida, semelhante à do Volkswagen Tiguan GTE. “É algo que estamos a considerar para toda a gama, os nossos engenheiros estão a trabalhar para encontrar a melhor solução”, revelou Bernhard Maier, CEO da Skoda.

A segunda geração do Skoda Yeti só deverá chegar aos concessionários em 2018.

Fonte: AutoExpress

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter