Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Ford Mustang Shelby Super Snake: a «cobra» volta a atacar

A Shelby aproveitou o leilão Scottsdale 2017 para apresentar o seu mais recente «american muscle», o Shelby Super Snake.

Foi 1967 que saiu das linhas de produção o primeiro Shelby GT500 Super Snake. Cinco décadas depois, a marca americana presta homenagem ao modelo original com esta versão comemorativa, o Shelby Super Snake 50th Anniversary Edition.

Baseado no atual Ford Mustang – e não no facelift recente revelado – o Shelby Super Snake sofreu revisões no capot, tejadilho, para-choques traseiro e dianteiro e recebeu ainda um novo difusor e claro, os emblemas comemorativos. No interior, destaque para os manómetros «old-school» desenvolvidos em parceria com a Autometer.

A NÃO PERDER: Ford vai investir 4.275 milhões de euros na eletrificação da sua gama

Mas a grande novidade é mesmo o incremento de potência do conhecido bloco V8 de 5.0 litros da Ford. Aqui, a Shelby optou por um compressor volumétrico, que em conjunto com outras pequenas modificações mecânicas permite subir a potência para mais de 750 cv. Para os que se contentarem com uma versão mais modesta, o Shelby Super Snake está também disponível numa variante com 670 cv de potência.

Para suportar este aumento de potência, a Shelby operou outras modificações na transmissão, suspensão e sistema de travagem. De acordo com a marca, as acelerações dos 0 aos 96 km/h cumprem-se em 3.5 segundos, enquanto que o sprint dos 0 aos 400 metros (quarto de milha) demora 10.9 segundos.

Vão sair das linhas de produção da marca cerca de 500 unidades, e o Super Snake 50th Anniversary Edition será vendido a partir dos 70 mil dólares (nos EUA).

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter