Era uma vez quatro Bugatti Chiron num passeio pelo deserto…

“Quem aguenta os 50ºC do deserto californiano aguenta tudo”. Foi mais ou menos isto que a Bugatti quis provar com esta aventura pelos EUA.

Com uma aceleração dos 0-100km/h em escassos 2.5 segundos e uma velocidade máxima limitada aos 420km/h, o Bugatti Chiron é o carro de produção mais rápido do planeta – e talvez por isso um dos mais complexos.

Não surpreende portanto que a marca francesa faça questão de o submeter a um programa de testes intensivos, para assegurar que o sucessor do Veyron resiste às condições mais extremas, neste caso num percurso que passou pelo Death Valley, no oeste dos EUA.

A NÃO PERDER: Qual é a velocidade máxima do Bugatti Chiron sem limitador?

O nome não é coincidência. Quem passa pelo “Vale da Morte” enfrenta frequentemente temperaturas acima dos 50 ºC, e foi precisamente para lá que foram os engenheiros da Bugatti este verão, ao volante de quatro Bugatti Chiron.

Foram cerca de 35 mil quilómetros em quatro semanas e meia para testar a resistência do motor de 8.0 litros W16 quad-turbo com 1500cv e 1600Nm, aqui resumidos em apenas dois minutos:

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter