Glórias do Passado

Peugeot 404 Diesel, um «fumarento» feito para bater recordes

Não, não é um engano. Qualquer semelhança com a página «404 Not Found» é pura coincidência, e como verás a seguir, o Peugeot 404 Diesel foi tudo menos um erro.

Numa altura em que os motores a gasóleo eram ainda bastante barulhentos e poluentes, a Peugeot, juntamente com a Mercedes-Benz, foi uma das primeiras marcas a apostar na produção de motores Diesel à larga escala.

Para promover os primeiros motores Diesel que equipavam o Peugeot 404 (em baixo) — um modelo familiar lançado no início da década de 60 e que chegou a ter versões coupé e cabrio desenhadas pelo estúdio de Pininfarina — a marca francesa desenvolveu um protótipo de competição a gasóleo, que em abono da verdade, tinha tanto de estranho como de espetacular.

No fundo, a Peugeot queria provar que o seu motor Diesel era rápido o suficiente para bater recordes de velocidade, e para isso precisava de um carro bastante leve e com bons índices de aerodinâmica, ou seja, tudo aquilo que o 404 não era.

VÊ TAMBÉM: 5 razões para os Diesel fazerem mais binário que os motores a gasolina
Peugeot 404
Peugeot 404

Por isso, a Peugeot transformou o 404 Diesel num monolugar, removendo praticamente todo o seu volume superior, ou seja, o habitáculo. No seu lugar ficou apenas uma canópia, numa solução similar ás que podíamos encontrar em aviões de combate. Os para-choques foram igualmente removidos, assim como os emblemas e o painel de instrumentos original, que foi substituído por dois mostradores simples.

No final, este Peugeot 404 ficou a pesar apenas 950 kg.

TESTE: Testámos o Peugeot 508 2.0 BlueHDI: um premium à francesa?

Segundo consta, não foram feitas grandes modificações ao motor Diesel de quatro cilindros, e em junho de 1965, a marca francesa levou o seu Peugeot 404 Diesel Record Car para a pista oval do Autódromo de Linas-Montlhéry. Na versão equipada com o motor de 2163 cm3, o carro completou 5000 km a uma velocidade média de 160 km/h.

No mês seguinte, a Peugeot  regressou ao circuito desta vez com um motor de 1948 cm3, e conseguiu cumprir 11 000 km a uma velocidade média de 161 km/h.

No total, este protótipo foi responsável por 40 recordes em poucos meses, provando que os motores Diesel estariam aqui para ficar (até hoje).

Atualmente, é possível encontrar o Peugeot 404 Diesel Record Car no Museu da Peugeot em Sochaux, França, e ocasionalmente em eventos de exibição como o Festival de Goodwood do ano passado. Vê-o em ação na sua época:

Mais artigos em Clássicos