Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Volvo Amazon: o futuro começou a construir-se há 60 anos

Foi há seis décadas que a marca sueca se lançou para o mercado internacional com o Volvo Amazon.

Era apenas o segundo modelo da Volvo depois do fim Segunda Guerra Mundial – depois do PV444 – mas isso não impediu a marca sueca de apostar fortemente num modelo que viria a ter um sucesso comercial sem precedentes. Com características claramente familiares, o Volvo Amazon foi desenhado por Jan Wilsgaard, na altura um jovem de 26 anos que mais tarde veio a tornar-se no chefe de design da marca – Wilsgaard faleceu há precisamente um mês. Em termos estéticos, o Amazon recebeu influencias de vários modelos italianos, britânicos e americanos.

Inicialmente, o carro foi apelidado de Amason, um nome que remete para a mitologia grega, mas por motivos de marketing, o “s” acabou por ser substituído por um “z”. Em muitos mercados, o Volvo Amazon era designado simplesmente como 121, enquanto que a nomenclatura 122 ficou reservada para a versão desportiva (com 85 cv), lançada dois anos mais tarde.

Volvo 121 (Amazon)

RELACIONADO: Volvo cresce mais de 20% em Portugal

Em 1959, a marca sueca patenteou o cinto de segurança de três pontos, que se tornou obrigatório em todos os Volvo Amazon, algo inédito à época – estima-se que tenham sido salvas 1 milhão de pessoas graças ao cinto de segurança. Três anos depois é apresentada a variante “estate” (carrinha), conhecida como 221 e 222, cuja versão desportiva debitava 115 cv de potência, além de outras modificações significativas.

Com a introdução do Volvo 140 em 1966, o Amazon foi perdendo destaque na gama Volvo, mas nem por isso deixou de apresentar melhorias: houve planos para desenvolver uma versão com motor V8, e foram inclusivamente construídos cinco protótipos, mas o projeto acabou por não avançar.

Em 1970, a marca sueca abandonou a produção do Amazon, 14 anos depois da primeira unidade. No total, saíram das linhas de produção 667.791 modelos (foi o Volvo de maior produção até à data), dos quais 60% foram vendidos fora da Suécia. 60 anos volvidos, o Volvo Amazon foi sem dúvida o grande responsável por introduzir o marca Volvo nos mercados internacionais, abrindo portas para o futuro da marca à escala global.

Volvo 121 (Amazon)

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Mais artigos em Notícias, Clássicos