A maior drag race do mundo reuniu 7.251 cavalos de potência

Mais um ano, mais uma The World’s Greatest Drag Race. Um evento organizado pela publicação Motor Trend, inserido na eleição de melhor desportivo do ano desta publicação.

Como já é tradição, a Motor Trend voltou a juntar em pista alguns dos melhores desportivos da atualidade para uma drag race de respeito: treze desportivos que totalizam 7.251 cv de potência combinada. Do Dodge Viper ACR, passando pelo Nissan GT-R, novo Honda NSX, Porsche 911 Carrera 4S e terminando no Audi R8 V10 Plus, há modelos para todos gostos.

Para todos os gostos, mas nem por isso para todas as carteiras. Vejamos a lista completa:

  • Audi R8 V10 plus: 5.2 V10 atmosférico, 610 CV, tração integral, caixa S tronic de 7 velocidades;
  • Aston Martin V12 Vantage S: 6.0 V12 atmosférico, 575 CV, tração traseira, caixa manual de 7 velocidades;
  • BMW M4 GTS: 3.0 L6 turbo, 500 CV, tração traseira, caixa dupla embraiagem de 7 velocidades.
  • Chevrolet Camaro SS 1LE: 6.2 V8 atmosférico, 455 CV, tração traseira, caixa manual de 6 velocidades.
  • Dodge Viper ACR: 8.4 V10 atmosférico, 650 CV, tração traseira, caixa manual de 6 velocidades.
  • Dodge Charger Hellcat: 6.2 V8 Supercharged, 707 CV, tração traseira, caixa automática de 8 velocidades.
  • Honda NSX: 3.5 V6 biturbo + dois motores eléctricos, 581 CV, tração traseira, caixa dupla embraiagem de 9 velocidades.
  • McLaren 570S: 3.8 V8 biturbo, 570 CV, tração traseira, caixa dupla embraiagem de 9 velocidades.
  • Mercedes AMG GT-S: 4.0 V8 biturbo, 510 CV, tração traseira, caixa dupla embraiagem de 7 velocidades.
  • Nissan GT-R 2017: 3.8 V6 biturbo, 570 CV, tração traseira, caixa dupla embraiagem de 6 velocidades.
  • Porsche 911 Carrera 4S: 3.0 H6 biturbo, 420 CV, tração integral, caixa dupla embraiagem de 7 velocidades.
  • Shelby Mustang GT350R: 5.2 V8 atmosférico, 528 CV, tração traseira, caixa manual de 6 velocidades.

Uma boa seleção, não acham? Agora resta saber qual é que ganhou esta drag race de 1/4 de milha. Como poderão ver, a potência máxima conta muito mas não é tudo. Mas chega de conversa, vejam o vídeo:

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter