Citroën Cxperience Concept: uma amostra do futuro

Apesar do Citroën Cxperience Concept ser um protótipo totalmente inédito, não é difícil reconhecer nas suas linhas a «boa e velha» Citroën.

Primeiro foi o C4 Cactus. Irreverente, assumidamente diferente e orgulhoso dessa mesma postura. Depois veio o novo C3, seguindo as pisadas do Cactus e reforçando novamente a diferença estética que outrora marcava todos os modelos da marca francesa. A nova Citroën é assim, um pouco como a antiga: inovadoramente diferente. Aparentemente, a marca francesa deixou finalmente de tentar seguir a agenda das marcas alemãs e começou a trilhar o seu próprio caminho. Très Bien!

O Citroën Cxperience Concept (nas imagens) apresentado hoje, é mais um passo nesse sentido. Um protótipo que assume as formas de um modelo de luxo e que tem estreia marcada para o Salão de Paris – certame que tem início no final deste mês. Com este concept, a marca do «double chevron» pretende demonstrar que é possível aplicar a sua linguagem estética a uma berlina de luxo, apontando alguns caminhos e traçando outros com solução que poderão chegar à produção num futuro próximo.

Medindo 4,85 metros de comprimento, 2 metros de largura e 1,37 metro de altura, o Citroën CXperience Concept aposta numa largura entre-eixos de 3 metros para reforçar o seu aspeto longo e fluído, tornando-o num carro de visual impactante. As linhas contam ainda com faróis triplos de LEDS e grandes rodas de 22″.

Inspirado pelos temas “arquitetura, decoração e mobiliário”, o interior é uma fusão de design minimalista, materiais de alta qualidade e tecnologia de ponta. As portas traseiras do tipo suicida (abertura invertida) são complementadas pela ausência do pilar “b” para reforçar a sensação de espaço. Os assentos são estofados com tecido de malha amarela e possuem encostos que imitam madeira. No lugar dos retrovisores, surgem câmaras.

Quanto à motorização, o Citroën Cxperience Concept recorre a uma solução híbrida, composto por um motor a gasolina em associação com um motor elétrico que produz entre 250 e 300 cv de potência. A Citroën diz que a autonomia no modo 100% elétrico é de 60 km. A transmissão automática de oito velocidades é montada de forma transversal, diretamente entre o motor de combustão e a unidade elétrica. O modelo conta ainda com o Citroën Advanced Comfort, um sistema que promete um conforto referencial no segmento ao usar o inédito ajuste de suspensão com componentes hidráulicos recentemente apresentado pela marca.

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Os mais vistos