Estes são os últimos Dodge Viper da história

O Dodge Viper aproxima-se do fim. Nada melhor que comemorar os 25 anos do emblemático modelo com diversas edições especiais.

Já tinha sido anunciado que 2017 marcaria o fim da produção do Viper. Mas não vai embora discretamente. Quando se tem um colossal motor V10 com 8.4 litros de cilindrada, a discrição está no reino da impossibilidade.

Para comemorar o 25ª aniversário da vil criatura, a Dodge não se fez rogada, e lançou não uma, mas cinco edições especiais da mais possante «víboras». Todas elas devidamente identificadas, numeradas e com documentação certificada. E melhor! Quatro das edições especiais derivam da versão destruidora de circuitos, leia-se ACR (American Club Racing), que no último ano obliterou os recordes, todos eles certificados, de 13 circuitos norte-americanos, incluindo o lendário Laguna Seca, deixando para trás máquinas mais recentes e sofisticadas como o Porsche 918.

2016_dodge-viper_special-editions_03

A primeira das cinco edições, intitula-se precisamente 1.28 Edition ACR, em alusão ao tempo obtido em Laguna Seca. Limitado a 28 unidades, vem exclusivamente em preto, com largas faixas vermelhas longitudinais. E tal como a víbora recordista, vem equipado com o mesmo arsenal, onde se inclui travões em carbono e o pacote aerodinâmico mais extremo disponível, equipamentos que acompanham igualmente as restantes edições especiais derivadas do Viper ACR.

Limitado a 100 unidades, surge o Viper GTS-R Commemorative Edition ACR, que recupera a clássica e das mais populares pinturas do modelo, branco com faixas azuis. Foi a pintura que serviu outra edição especial do Viper, de 1998, após ganhar o campeonato GT2 da FIA.

Com o nome mais sugestivo do grupo, o Viper VooDoo II Edition ACR também recupera outra edição especial, de 2010, limitado a 31 unidades, como o antecessor. E com idêntica decoração, em preto, com uma estreita faixa em grafite alinhada com condutor.

2016_dodge-viper_special-editions_02

De momento, ainda não existem imagens da última edição especial derivada do Viper ACR. Que ficará apenas disponível através dos dois distribuidores que mais Dodge Viper venderam, justificando a denominação Viper Dealer Edition ACR. Uma original forma de dizer “obrigado”? Os 33 exemplares serão de cor branca, com uma faixa central azul e uma alinhada com o condutor a vermelho.

Por fim, a única edição especial que não deriva do especializado ACR, é a Snakeskin Edition GTC. Tal como o nome indica esta versão vem numa cor serpentino verde, complementada com duas faixas negras preenchidas com um padrão evocativo do predador rastejante que lhe dá nome. Esta versão será limitada a apenas 25 unidades. Como despedida, não se podia pedir muito mais. Num mundo onde até os supercarros são cada vez mais polidos, sofisticados e civilizados, o Dodge Viper contrapõe essa corrente com a sua brutalidade, más maneiras e carácter divergente.

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Mais artigos em Notícias