Logótipo

A História dos Logótipos: Ferrari

Conhece a história do logótipo de uma das marcas mais valiosas e reconhecidas da indústria automóvel, a Ferrari.

Quando falamos no logótipo da Ferrari, é impossível não nos lembrarmos automaticamente do famoso “Cavallino Rampante”. Mas onde surgiu “esse” cavalo rampante? É a essas e outras questões que nós queremos responder.

O cavalo rampante foi originalmente utilizado não num automóvel mas num avião, pelo piloto da Força Aérea italiana Francesco Barraca. O cavalo servia de símbolo decorativo na lateral do avião do piloto, durante a I Guerra mundial. De acordo com os historiadores, Barraca pertencia a uma família nobre que possuía um elevado número de cavalos.

Mas como é que este símbolo foi parar ao desportivos da Ferrari? A história é simples: Enzo Ferrari, fundador da marca, teve a oportunidade de se encontrar com a mãe do famoso aviador em 1923, e pediu que o símbolo fosse adoptado como emblema para os modelos da marca – o argumento foi que “traria sorte”. O logótipo foi mais tarde apresentado ao público italiano, em 1932.

VEJAM TAMBÉM: Ferrari GTC4Lusso: o “cavallino rampante” de tração integral

Ao cavalo erguido em preto foi acrescentado um escudo na cor amarelo canário, em homenagem à província de Modena, e mais três listras nas cores da bandeira italiana: verde, branco e vermelho. Em 1947, altura em que é fundada oficialmente a Ferrari, a marca italiana já se tinha estabelecido no mercado e atingido um status elevado, graças também ao sucesso no desporto motorizado. Com o fim da II Guerra Mundial e a queda de Mussolini, a marca lança seu primeiro modelo, o Ferrari 125 S.

Características do logótipo

Embora os desportivos da Ferrari se tenham transformado e evoluído ao longo dos tempos, o logótipo permaneceu praticamente inalterado, mantendo-se fiel às suas raízes. A principal diferença dos logótipos mais antigos para os mais recentes são as letras SF – Scuderia Ferrari – que deram lugar à própria designação “Ferrari”, em baixo, e as formas exteriores – actualmente rectangulares.

 

ferrariToda a composição assemelha-se aos emblemas utilizados pela aristocracia. Além de evidenciar uma certa elegância e autoridade, o “Cavallino Rampante” remete para uma noção de força e poder, representando na perfeição os desportivos da casa de Maranello.

Queres saber mais sobre os logótipos de outras marcas?

Clica nos nomes das seguintes marcas: BMW, Rolls-Royce, Alfa Romeo, Peugeot, Toyota, Mercedes-Benz, Volvo, Audi. Na Razão Automóvel uma «história dos logótipos» todas as semanas.

Mais artigos em Clássicos

Os mais vistos