Toyota aumenta investimento na condução autónoma

A terceira unidade da marca nipónica nos EUA servirá de suporte ao desenvolvimento das tecnologias de condução autónoma.

A Toyota anunciou recentemente a implementação do terceiro TRI – Toyota Research Institute – em Ann Arbor, Michigan, designado por TRI-ANN. As novas instalações irão acolher uma equipa de 50 investigadores, que a partir de junho começará a trabalhar no desenvolvimento de tecnologias de condução 100% autónoma.

A TRI-ANN junta-se assim à TRI-PAL, em Palo Alto, e à TRI-CAM, em Cambridge. A nova unidade de investigação irá beneficiar ainda das instalações da Universidade de Michigan, para futuros testes práticos nas mais variadas condições. Para a Toyota, o objectivo máximo é criar um veículo incapaz de causar acidentes, e como tal, a marca investiu cerca de 876 milhões de euros.

VEJAM TAMBÉM: Toyota TS050 Hybrid: o Japão contra-ataca

“Embora a indústria, incluindo a Toyota, tenha caminhado a passos largos nos últimos cinco anos, muito daquilo que alcançámos tem sido fácil, porque a maior parte da condução é fácil. Precisamos de autonomia é quando a condução se torna difícil. É nesta dura tarefa que a TRI se pretende debruçar.”

Gill Pratt, CEO da TRI.

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Mais artigos em Notícias