Fotogaleria

Conhece todas as gerações do Toyota Corolla

O Toyota Corolla é, eventualmente, o modelo com mais notoriedade da marca nipónica. Vendido em aproximadamente 150 países, continua ser o modelo mais popular da construtora, representado quase 20% das vendas globais da marca.

Reunimos todas as gerações para que possas recordar connosco a história deste modelo tão importante, não só para a Toyota mas para a história da indústria automóvel.

Conhece todas as gerações do Toyota Corolla nas várias carroçarias disponíveis (dependendo do mercado):

Primeira geração | 1966 – 1970

Foi em 1966 que a primeira geração do Toyota Corolla foi lançada. Objetivo? Oferecer ao mercado um familiar competente e acessível. Face à concorrência este modelo recorria a tecnologia mais avançada do que muitos modelos de outras marcas, como o motor de geração K de 1.1 litros (fiável e com boas performances) e um conjunto de suspensões MacPherson na dianteira.

Segunda geração | 1970 – 1974

A segunda geração do Toyota Corolla chegou em 1970 com algumas mudanças estéticas, maior distância entre eixos e mais potência: motor 1.2 litros com capacidade para debitar 74 cv. Um ano após a sua comercialização, foi introduzido um motor 1.6 litros com 103 cv.

Terceira geração | 1974 – 1979

Após o lançamento da terceira geração, a Toyota conseguiu alcançar o estatuto de carro de passageiros mais produzido de sempre, chegando a passar o Volkswagen Carocha.

Quarta geração | 1979 – 1983

A crise petrolífera que ocorreu durante os anos 70 fez com que os consumidores procurassem cada vez mais um carro mais eficiente e económico para conseguirem “aguentar” o preço dos combustíveis. A quarta geração do Toyota Corolla era o carro ideal. Infelizmente a par com o lançamento da nova geração deste carro, foi lançado um adversário igualmente económico: o primeiro Honda Civic.

Quinta geração | 1983 – 1987

A lista de upgrades nesta geração do Corolla é extensa: novo chassis com uma silhueta mais curvilínea, tração dianteira, novas suspensões e motorizações mais potentes.

Sexta geração | 1987 – 1991

“Uma nova era dos carros japoneses está prestes a começar. O nascimento de um novo Corolla. Uma nova berlina da Toyota” foi a frase que marcou o lançamento da sexta geração, em 1987. Um modelo completamente redesenhado, onde se destacava a qualidade de construção comparável aos modelos mais luxuoso dos segmentos superiores.

Sétima geração | 1991 – 1995

Apelidado como “Grande e Seguro”, a geração lançada em junho de 1991 foi concebida com o propósito de aliar o visual de um carro familiar (de gama superior) com uma imagem luxuosa e desportiva. A fiabilidade «a toda a prova» dos diversos componente fazem dele uma presença ainda comum nas estradas nacionais. Em alguns países africanos continua a ser o carro do dia a dia de muitas famílias. Esteticamente foi também um dos mais bem conseguidos.

Oitava geração | 1995 – 2000

Ao contrário da geração anterior, a aposta no design desta geração falhou. Ainda assim permaneceram as restantes características de conforto e fiabilidade. A carreira desportiva desta geração no Mundial de Ralis também foi um sucesso – vamos esquecer por momentos o desaire de Carlos Sainz no último rali do campeonato…

Nona geração | 2000 – 2006

Desenvolver a 9ª geração deste icónico modelo não foi tarefa fácil. A entrada num novo século precisava um design completamente diferente do atual e por isso, construíram o novo Toyota Corolla do zero. Segundo, Akihiko Saito, responsável pelo projeto, produzir um modelo totalmente diferente foi uma tarefa demasiado arriscada, mas inevitável. O modelo acabou por resultar bastante bem, mantendo a filosofia da marca por um preço competitivo. A motorização 1.4 D4-D foi um sucesso em solo nacional. Andava relativamente bem e consumia pouco. Uma vez mais a fiabilidade era uma das características mais apreciadas.

Décima geração | 2006 – 2013

Passados 40 anos desde o lançamento do primeiro best-seller da marca nipónica, a 10ª geração do Toyota Corolla encara os concorrentes com uma imagem cada vez mais premium e madura. Cresceu nas dimensões e no conforto, mas no que concerne a tecnologias a bordo e rigor dinâmico, perdeu terreno para as referências europeias.

Décima primeira geração | 2013 – 2017

As linhas não escondem o já conhecido ADN Corolla das últimas gerações, mas destas vez a marca japonesa teve um maior cuidado no que toca ao design. Os faróis, apesar de terem um formato semelhante aos anteriores têm agora um aspecto mais jovial e sofisticado. Os materiais no interior foram substancialmente melhorados.

O facelift do Toyota Corolla adopta a linguagem estilística “Keen Look” dos novos modelos da marca. As mudanças são perceptíveis na dianteira e na grelha superior que se funde com os novos grupos óticos, os quais incluem novas luzes diurnas LED e um pára-choques de dimensões mais generosas. Esta nova geração do Toyota Corolla chega a Portugal no segundo semestre deste ano. Teremos de aguardar para saber quais são os seus argumentos!

Mais artigos em Clássicos