Risco de morte em acidentes é 30% superior nos jovens

O risco de morte em acidentes rodoviários entre jovens dos 18 e os 24 anos é cerca de 30% superior ao da restante população, revela a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária.

A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) apresentou esta terça-feira as estatísticas da sinistralidade rodoviária, à margem do lançamento de um programa destinado a sensibilizar os futuros condutores. Ao todo, 378  jovens morreram em acidentes rodoviários entre 2010 e 2014, um número que representa 10 % do total das vítimas mortais.

A ANSR revela que a maior parte dos acidentes que envolvem jovens ocorrem entre as 20h e as 8h dentro das localidades, sobretudo aos fins-de-semana. De entre as causas mais frequentes, destacam-se o excesso de velocidade, condução sob o efeito de álcool, utilização indevida do telemóvel, cansaço ou fadiga e a não utilização do cinto de segurança.

VEJAM TAMBÉM: O teu carro é seguro? Este site dá-te a resposta

De acordo com Jorge Jacob, presidente da ANSR, cerca de metade dos acidentes que envolvem jovens entre os 18 e os 24 anos resultam de despistes (51%). Por outro lado, as estatísticas indicam também que Portugal ocupa o terceiro lugar mais baixo da Europa no que ao risco de morte entre jovens diz respeito.

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Mais artigos em Notícias