Volvo PowerPulse é a resposta sueca para o turbo lag

O novo Volvo S90 será responsável por estrear muita de tecnologia que a Volvo tem andado a “cozinhar” nos últimos tempos. Uma delas é o PowerPulse, que promete eliminar o atraso na resposta do turbo.

Desde de que existem turbos na indústria automóvel, que diariamente milhões de condutores se debatem com um fenómeno: o turbo lag. Em breve trecho, o turbo lag é o nome dado ao atraso na resposta entre o premir do acelerador e a resposta efectiva do motor. Este atraso existe porque no momento em que aceleramos, o turbo não tem pressão de gases suficiente para fazer girar a turbina, e consequentemente alimentar a combustão.

A Volvo diz ter a solução, chama-se PowerPulse

A tecnologia PowerPulse consiste em usar o ar comprimido armazenado no depósito para, sempre que o pedal do lado direito é pressionado com maior convicção, colocar o turbo a rodar. No fundo, o que esta tecnologia propõe é colmatar a falta de gases de escape no circuito, a baixas rotações, com ar comprimido e assim eliminar o hiato na resposta.

Numa primeira fase, o sistema PowerPulse da Volvo só estará disponível no motor D5 2.0 Diesel, com 235 cavalos e 480Nm de binário máximo. A volvo não quis esperar pelo estágio de maturação em que os turbocompressores de auxilio elétrico se encontram nesta fase, e avançou com uma solução relativamente simples.

Não existe aqui qualquer tipo de magia negra ou pós de «perlim pim pim», o conceito é simples e aproveita um recurso natural já existente e essencial a qualquer motor de combustão interna: o ar. A grande vantagem do sistema PowerPulse é poder funcionar ininterruptamente, ou seja, o compressor atesta o depósito de ar comprimido sempre que necessário.

No capítulo das desvantagens este sistema compreende uma complexidade extra na hora da manutenção e acréscimo de peso, mas que é largamente compensado pela potência sempre disponível, desde baixas rotações.

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter