Ícone

A história do BMW M3 (E30) em menos de 4 minutos

Este é o primeiro episódio da série que promete reviver os modelos mais marcantes da BMW M, de entre os quais a primeira geração do BMW M3 (E30).

A primeira geração do BMW M3 (E30), surgida em 1986, debitava 200 cv extraído de um bloco com 2.3 l e apenas quatro cilindros em linha. A adoção de um catalisador baixaria a potência para 195 cv, mas evoluções posteriores ao S14, faria que subisse até aos 215 cv.

Números modestos nos dias que correm, mas na altura, números de respeito e desejáveis, tal e qual as suas prestações, conseguindo 6,7s até aos 100 km/h e uma velocidade máxima que chegaria aos 241 km/h.

Mas o melhor ainda estaria por vir, com as derradeiras evoluções, denominadas… Evolution II e Sport Evolution, verdadeiros especiais de homologação, a conhecerem desenvolvimentos mecânicos, dinâmicos e aerodinâmicos.

A NÃO PERDER: Batalha dos anos 80: Mercedes-Benz 190E 2.3-16 Vs BMW M3 Sport Evo

O derradeiro BMW M3 (E30), o Sport Evolution, via a capacidade do S14 subir até aos 2.5 l, e o número de cavalos até aos 238, com os 100 km/h atingidos em 6,5s e a velocidade máxima a subir até aos 248 km/h.

Portugal e Itália, países que (ainda) cobram impostos pelo tamanho do motor, uma desvantagem para os 2300-2500 cm3, receberam uma versão do S14 com menos de 2000 cm3, o 320is.

O E30 influenciou bastante as gerações que se seguiram, ou não fosse este um dos desportivos mais importantes de sempre, cuja versão de competição chegou a produzir cerca de 300 cv, tornando-se também no “turismo” mais bem sucedido de sempre em competição.

Esta é a história por detrás do BMW M3:

Mais artigos em Clássicos