Quanto é que já pouparam os portugueses com os combustíveis simples?

A introdução de combustíveis sem aditivos nos postos de abastecimento, já permitiu aos consumidores portugueses pouparem 168 milhões de euros desde o mês de abril.

A informação foi divulgada pela Entidade Nacional para o Mercado de Combustíveis (ENMC). Segundo Filipe Meirinho, director da ENMC, citado pelo Jornal i, em sete meses (desde a entrada em vigor da lei que obriga à comercialização de combustíveis simples em todos os postos de abastecimento) os portugueses já economizaram 168 milhões de euros. Um valor que já superou as previsões do Governo, que antecipava uma poupança anual de cerca de 200 milhões de euros – caso a tendência se mantenha, a poupança poderá chegar aos 288 milhões de euros.

VEJAM TAMBÉM: Genesis está a preparar um rival para o BMW Série 3

Este tipo de combustíveis não aditivados representa cerca de 86% das vendas do sector e 7,2 mil milhões, dos 8,3 mil milhões de euros que a indústria petrolífera espera gerar. O presidente da ENMC, Paulo Carmona, frisou que “o consumidor tem saído bastante beneficiado com esta agressividade comercial e o aumento de oferta”. A diferença de preço entre o combustível mais básico e o aditivado (premium) baixou em média de sete para três cêntimos.

Fonte: Jornal i

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter