Torino Design ATS Wild Twelve Concept : um regresso em grande

A Torino Design e a ATS preparam uma receita bastante ambiciosa para voltar à disputa com as marcas já firmadas, entenda-se LaFerrari e companhia.

Desvendado no certame automóvel a céu aberto, Parco Valentino Salone e Gran Premio, o Wild Twelve para já não passa de um concept que pretende entrar em comercialização dentro em breve. É suposto enfrentar a super-concorrência da Ferrari, Porsche e Mclaren, e que segundo a ATS perspectiva uma produção em torno das 30 unidades.

À partida o factor exótico está garantido, mas há mais. O Wild Twelve será produzido numa «catedral» muito especial. A produção terá lugar nas antigas instalações da Bugatti em Campogalliano – lembrem-se que desta fábrica saiu o saudoso EB110, nos anos 90.

A ficha técnica deste Wild Twelve impressiona e prova que a ATS tem uma visão focada no futuro, isto porque o Wild Twelve é híbrido tal como as outras propostas da concorrência tais como: McLaren P1, Ferrari LaFerrari e Porsche 918 Spyder.

2015-Torino-Design-ATS-Wild-Twelve-Concept-Static-1-1680x1050

O Wild Twelve tem na manga trunfos para surpreender até os mais cépticos. O Wild Twelve é animado por um magnífico bloco V12 de 3,8l biturbo com a ajuda de 2 motores eléctricos.

O resultado são uns expressivos 848 cavalos combinados e um binário máximo avassalador: 919Nm! A gestão deste manancial de potência ficou a cargo da caixa automática de 9 velocidades da ZF. O peso total do conjunto, segundo a ATS não irá superar os 1500kg, o que torna o Wild Twelve bastante competitivo, graças a uma relação peso potência de 1,76kg/cv – um valor referencial.

Segundo a ATS, o Wild Twelve será capaz de acelerar dos 0 aos 100km/h em cerca de 2,6s e dos 0 aos 200km/h em 6,2s. A velocidade máxima também impressiona: mais de 380km/h. Ou seja o Wide Twelve não terá problemas em acompanhar a concorrência.

Em termos de consciência ambiental, o Wide Twelve bate a concorrência com os seus 30km de autonomia em modo puramente eléctrico, melhor que o LaFerrari e o 918 Spyder, capazes apenas 22km e 19km respectivamente.

A ATS já não nos brindava com novidades desde 2013 depois do aclamado 2500GT, mas será o Wild Twelve o responsável pelo verdadeiro start up da marca? Deixem-nos a vossa opinião nas nossas redes sociais.

Não deixe de nos seguir no Instagram e no Twitter