Lamborghini Asterion LPI 910-4: o primeiro híbrido

O Lamborghini Asterion LPI 910-4 apresenta-se ao como o primeiro Plug-in Hybrid (PEHV) da casa de Sant’Agata Bolognese. Protótipo, por enquanto.

O Asterion é o melhor exemplo da filosofia da Lamborghini: “Híbrido? Pode ser, mas que não lhe falte potência”. O nome denúncia o valor, e sim, são mesmo 910cv que são transmitidos às 4 rodas. A Lamborghini reclama 3 segundos dos 0-100km/h e 320 km/h de velocidade máxima.

Os números podem dar asas à imaginação e mal damos conta, imaginamos este híbrido a fazer frente ao La Ferrari ou ao McLaren P1. Não nos enganemos, não é essa a vocação deste estudo da Lamborghini. O Asterion pretende ser um carro desportivo com tendências de Grand Tourer, ainda que tenha motor central, e ainda que conte com uns hiper-desportivos 910 cv de potência.

LBG Asterion (5)

Toda a potência do Lamborghini Asterion LPI 910-4 é resultado do esforço conjunto do motor V10 de 5,2L e dos três motores eléctricos, alimentados por baterias de lítio, que contribuem com 300cv para o saldo final. A utilização em modo exclusivamente eléctrico é também possível. A velocidade máxima neste modo fica-se pelos 125 km/h, e a autonomia nuns modestos 50 km. O resultado, em termos de consumos é algo mais semelhante a um citadino do que a um super-desportivo: 4,12 l por cada 100 km percorridos, e emissões de CO2 que se ficam pelos 98g/km.

Quanto ao design do Asterion, o exterior surpreende sendo claramente demarcado dos mais recentes automóveis da casa italiana. O Asterion é mais alto, tem portas maiores e o interior é mais espaçoso, tudo em prol da melhoria da acessibilidade e do conforto. No interior, recorre-se a uma mistura de materiais e tons que atribui ao minimalista interior um carácter mais luxuoso que desportivo.

LBG Asterion (2)

Quanto ao nome, pode-se dizer que reflecte a personalidade do carro. Asterion é o nome de um mítico minotauro, metade homem, metade touro, à semelhança da dupla de ‘espécies’ de motores que dota este Lamborghini. Quanto à restante designação, a sigla LPI que substitui a já conhecida LP, significa Longitudinale Posteriore Ibrido

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos

Pub