Matchedje: a primeira marca de automóveis moçambicana

A Matchedje Motor lançou ontem em Maputo os primeiros modelos saídos da sua linha de montagem. Entre motas, autocarros e uma pick-up, iniciou-se assim a vida da Matchedje Motor no mercado Moçambicano.

Foi na fábrica da Matchedje Motor, situada na cidade da Matola, província de Maputo, que decorreu a apresentação dos seus primeiros veículos. A Matchedje Motor, empresa de capitais moçambicanos e chineses, projecta já para 2017-2020 a produção de 500 mil veículos e acessórios. Matchedje é o nome de uma localidade na província de Niassa, localizada a norte de Moçambique.

Este projecto do qual nasce a Matchedje Motor, é fruto da cooperação entre o governo moçambicano e o governo chinês. Nos próximos 2 anos, a Matchedje prevê uma capacidade produtiva de 100 mil veículos ano.

20140505131440_885

Em declarações, o director de marketing e vendas Carlo Nizia, anunciou que as primeiras 100 pick-ups serão colocadas no mercado a um preço inferior ao tabelado: 15 mil euros, quando o preço original seria de 19 mil euros. Esta pick-up tem um modelo gémeo, a Foday Lion F16, da Foday Auto.

O modelo, de tração integral e cabine dupla, estará disponível em duas motorizações: um motor de 2.8 litros a gasóleo ao qual está acoplada uma caixa de 5 velocidades e um motor de 2.2 litros a gasolina de 4 cilindros (provavelmente o bloco GW491QE de origem Toyota) também com 5 velocidades.

Segundo a Matchedje Motor, o motor utilizado nestas unidades a gasóleo é o 4JB1T, um motor de origem ISUZU e que é comum encontrar no mercado chinês, em modelos como a pick-up CHTC T1. A Matchedje Motor anuncia consumos de 5 l/100 km para a pick-up equipada com esta motorização.

Matchedje Pick Up 3

O lançamento do primeiro automóvel moçambicano, coincide com as celebrações do 50ª aniversário das Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM). É amanhã, dia 25 de Setembro, que se iniciam as vendas das primeiras unidades, o mesmo dia em que, corria o ano 1964, a Frelimo (Frente de Libertação de Moçambique), declarou o início da luta pela independência.

Matchedje Pick Up

De acordo com as declarações de Carlos Niza: “a Matchedje Motor vai estabelecer também um Plano de Formação em Mecânica, Química, Indústria Electrónica e Indústria Automóvel para quadros moçambicanos. Esta fase trará uma profunda mudança de vida para o povo moçambicano, pois, depois de concluída, a expectativa é de que a produção anual seja de cerca de 150 mil milhões de dólares.”

Matchedje Pick Up 2

Fonte: Matchedje Motor e Jornal Domingo.

Mais artigos em Notícias