Piloto

Sir Jack Brabham: um dos grandes

Conheçam a vida de Jack Brabham, o homem, engenheiro e tri-campeão do mundo de Fórmula 1 que venceu a bordo de um carro criado por si.

A vida de Jack Brabham dava um filme, um bom filme. Nascido e criado na Austrália, emigrou para Inglaterra à procura de glória e encontrou-a em tudo o que fez. Foi engenheiro, piloto e pai de família. O mundo despediu-se dele aos 88 anos de idade (2014), uma vida que merece ser recordada.

Filho de comerciantes, Jack Brabham cedo descobriu que não era na mercearia dos seus pais que queria passar o resto da sua vida. O interesse pela mecânica e pelos automóveis falava mais alto e foi na universidade que decidiu seguir a sua paixão: a engenharia mecânica.

Foi durante a Segunda Guerra Mundial, a trabalhar para a Royal Australian Air Force, que o jovem Jack Brabham teve a sua primeira experiência enquanto mecânico. Logo que a guerra terminou, com todos os conhecimentos adquiridos durante aquele período, Jack Brabham não perdeu tempo e começou de imediato a construir Midget Racers para um piloto americano.

VÊ TAMBÉM: James Hunt: já não há pilotos assim
jack brabham
Jack Brabham

Quando o piloto americano abandonou a competição, Jack Brabham largou as chaves e os parafusos em detrimento de um volante e de uma caixa de velocidades. Em boa hora o fez. Não tardou muito para que o jovem australiano começasse a ganhar corridas.

Infelizmente, também não tardou muito para que os problemas no seu Midget começassem a surgir e, com um orçamento limitado, Brabham quase desistiu da competição. Surgiu então um convite de um jovem engenheiro chamado Ron Tauranac que o levou para o Troféu Cooper-Bristol — a história de Tauranac e Brabham não fica por aqui.

Foi nesse campeonato que Brabham acabou por se cruzar com inúmeros pilotos profissionais que encontravam naquele país as condições ideais para treinar durante as interrupções de inverno dos campeonatos europeus.

Jack Brabham
Jack Brabham, 1966, Grande Prémio da Alemanha

Ao ver que podia ser competitivo mesmo contra alguns dos melhores pilotos europeus decidiu emigrar para Inglaterra. Ao fim de algum tempo, os resultados começaram também a surgir por terras de Sua Majestade. Resultados estes que lhe valeram um convite para colaborar com a Cooper Car Company, empresa que lhe fez um empréstimo para construir um automóvel que acabaria por vender.

Com o dinheiro dessa venda, Brabham comprou um Maserati 250F para a época de 1956, mas o negócio revelou-se um fiasco — os maus resultados sucediam-se. Brabham viu-se assim obrigado a voltar para a Cooper e a correr para a equipa oficial de Fórmula 2 daquela marca.

Os títulos na Fórmula 1

Foi em 1957 que a sua sorte começou a mudar. Juntamente com John Cooper começou a desenvolver os primeiros protótipos de monolugares com motor central, arquitetura que ainda hoje é utilizada na Fórmula 1. Os primeiros títulos surgiram em 1959 e 1960.

Jack Brabham
Jack Brabham

Inúmeros sucessos depois e já com o seu nome instalado no paddock da F1 como sendo um «guru» da engenharia, Jack iniciava às escondidas de Cooper uma equipa de Fórmula 1 com Ron Tauranac (o amigo que lhe abriu as portas do campeonato inglês). A equipa tinha o seu nome: Brabham Racing. Uma equipa que viria a dominar a F1 na segunda metade da década em conjunto com a Lotus.

A bordo do monolugar com o seu nome, Jack Brabham sagrou-se Campeão do Mundo de F1 em 1966 e o seu companheiro de equipa Denny Hulme, repetiria o feito em 1967.

Até hoje, Brabham foi o único piloto do mundo a conseguir este feito: vencer num carro com o seu nome e desenvolvido por si.

Depois de se retirar da competição no início da década de 1970, Jack regressou à sua terra natal e vendeu a Brabham a Bernie Ecclestone, que construiu a equipa que nos anos 80 viria a dar dois títulos mundiais ao piloto brasileiro Nelson Piquet.

Jack Brabham
Jack Brabham (2013)

Talentoso dentro e fora de pista, Jack Brabham ficou conhecido pelo seu humor frontal e sagaz, tipicamente australiano. Dentro de pista, a agressividade que lhe valia milhares de seguidores nas bancadas, valia-lhe também inúmeros adversários em pista. Brabham era conhecido pelo seu estilo de condução em sobreviragem.

Jack Brabham morreu aos 88 anos. Uma vida que segundo o seu filho David foi “incrível, alcançando mais do que muitos podiam sonhar”. Não podíamos estar mais de acordo: partiu um dos melhores de sempre.

Mais artigos em Clássicos