Audi R8 LMX: o 1º modelo de produção com iluminação Laser

Depois de muita polémica sobre quem conseguiria colocar em produção o 1º sistema de luzes laser, a Audi prega uma rasteira à BMW e antecipa-se com o lançamento de uma versão limitada do Audi R8 já com o sistema de luzes laser incorporado.

Na guerra pelo título de primeiro carro de produção com luzes laser vale tudo. Com o anúncio de que o BMW i8 com luzes laser chega no final do ano, a Audi quis antecipar-se. A marca do Grupo Volkswagen vai lançar já este Verão, uma edição limitada a 99 unidades do Audi R8 equipado com esta tecnologia.

Nesta versão, o motor atmosférico de 5,2l V10 do desportivo alemão ganha mais 10cv, chegando agora aos 570cv de potência e aos 540Nm de binário máximo. Com estas alterações, os valores de perfomance ficaram ainda mais interessantes: 3,4s dos 0 aos 100km/h e uma velocidade máxima de 320km/h.

Audi R8 LMX

Para complementar a performance, a Audi resolveu adicionar alguns efeitos visuais ao Audi R8 LMX. Entre essas alterações destacamos a nova cor denominada Azul Ara, com acabamento cristalizado, em contraste com os apêndices aerodinâmicos em carbono termoplástico pintados em preto-mate.

No interior, os acabamentos são revestidos com dois materiais: napa nos assentos, volante e pega do travão-de-mão, enquanto que as restantes superfícies foram forradas com pele de alcântara . Os assentos contam com uma estrutura na mesma cor da carroçaria, enquanto que as costuras são cozidas em Azul Sepang.

Quanto à tecnologia das luzes laser, recordamos que esta tecnologia já é usada pela Audi há algum tempo, mais concretamente no Audi R18 e-tron, com o qual a marca vai disputar as 24h de Le Mans. Um modelo que serviu de cobaia para introdução desta tecnologia pioneira na indústria automóvel.

Como funciona?

Primeiro que tudo, convém frisar que a tecnologia laser para a iluminação do Audi R8 LMX apenas está disponível em máximos. Cada ótica contem um módulo laser, capaz de gerar um cone de luz com o dobro do alcance da iluminação por LED. Em cada um desses módulos, estão contidos 4 díodos laser de alta potência, com um diâmetro de apenas 300 micrómetros, capazes de gerar um feixe de laser com um comprimento de onda de 450 nanómetros. Segundo o espectro eletromagnético esta luz visível, posicionada entre a radiação infravermelha e a radiação ultravioleta, confere um tom azul à iluminação do R8 LMX.

Audi R8 LMX

É nessa fase que entra o segundo componente determinante no sistema. Um conversor fosfórico transforma a iluminação azulada numa iluminação de cor branca. E é aqui que a tecnologia se torna interessante, pois se tivermos em conta que uma vela apenas emite uma temperatura de cor no espectro da radiação eletromagnética de apenas 1850K (kelvin), as luzes do Audi R8 LMX, chegam aos 5500K, o equivalente à luz solar num ângulo vertical!

Esta vantagem torna-se importante pois é com esta temperatura de luz que os olhos humanos melhor distinguem os contrastes, reduzindo a fadiga visual. O flash de máximos no Audi R8 LMX só está disponível em velocidades superiores a 60km/h, em todo o caso existem também a câmara foto sensível, que deteta outros carros e adapta o padrão de luz emitida as condições da via.

A comercialização do Audi R8 LMX começa já no verão de 2014 e as encomendas já estão abertas para todos os interessados, o preço na Alemanha atinge os 210.000 euros.

Audi-R8-LMX-lights-e1399725610666

Mais artigos em Notícias