Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

ManHart BMW M135i MH1: 405cv numa ida ao ginásio

Mais uma preparação da ManHart que promete deixar muitos fãs da BMW de queixo caído.

O BMW M135i já é à saída da fábrica um automóvel com prestações muito interessantes, mas como sabem, para a preparadora alemã ManHart é sempre possível aperfeiçoar o «obra». Conheçam a proposta da Manhart para o BMW M135i, um modelo que apelidaram de «bala negra».

A evolução deste M135i para MH1 400 – nome do modelo após transformação – não se baseia apenas na necessidade absoluta de aumentar a potência do bloco N55B30 a todo o custo. A Manhart já nos habitou a um pouco mais do que isso. Muito mais que isso até…

2014-Manhart-Performance-BMW-M135i-MH1-400-Details-3-1280x800

Começando no exterior, o M135i conta com um manancial de «mimos» em fibra de carbono tais como o spoiler frontal, o difusor inferior traseiro e as capas dos espelhos retrovisores. O toque final é dado por uma cobertura em vinil de acabamento alumínio polido em preto mate.

As jantes deste M135i MH1, são produzidas pela própria ManHart e têm 19 polegadas. A ornamentar tamanho «sapato» encontramos uns pegajosos pneus Michelin Super Sport de medida 225/35ZR19 no eixo da frente e 255/30ZR19 no eixo traseiro.

2014-Manhart-Performance-BMW-M135i-MH1-400-Static-2-1280x800

Mas vamos ao que realmente interessa. Sem querer estragar o magnifico equilíbrio do chassis do M135i, a ManHart optou por dotar o M135i MH1 com um kit de coilovers KW ClubSport. E porque a ManHart sabe que quem procura este modelo gosta desafiar as acelerações laterais equipou o modelo com um diferencial Quaife, para que não se perca uma pinga de potência.

Mas vamos ao coração do M135i MH1. Pois é aqui que a verdadeira magia acontece: no bloco N55B30. Um motor que foi alvo de pequenos ajustes, sem alterações internas ou muito profundas. Até porque com uma potência de 320 cavalos e 450Nm de binário máximo de origem, a base de trabalho já é muito boa.

2014-Manhart-Performance-BMW-M135i-MH1-400-Details-2-1280x800

A ManHart tem agora dois kits de potência disponíveis. O Stage 1, que nos brinda com 390 cavalos e 530Nm de binário máximo, graças à adição de uma power box. E o Stage 2, onde a potência ascende aos 405 cavalos e 560Nm de binário máximo. Potência à qual não é alheia a adição de um sistema de escape completo, com um conversor catalítico desportivo composto por 200 células.

Face à potência obtida, tornou-se imperativo que o M135i MH1 consiga perder velocidade com a mesma facilidade com que a ganha. Para isso a ManHart disponibiliza um kit de travagem, composto por discos de 380mm, com maxilas de 8 pistões na frente e 4 pistões na traseira.

No interior, a transformação passou pela inclusão de revestimentos em pele, em contraste com as aplicações em carbono. Uma proposta que vem assumidamente rivalizar com as mais recentes versões apimentadas do Mercedes A45 AMG.

2014-Manhart-Performance-BMW-M135i-MH1-400-Interior-5-1280x800

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter