Subaru Impreza WRX: As emoções do rali ao virar da esquina!

Depois de vos termos desvendado as imagens oficiais do novo Subaru Impreza, conheçam agora os detalhes da nova versão WRX.

É o modelo mais aguardado dos últimos anos da marca japonesa, por isso vamos aos detalhes sobre o novo Subaru Impreza WRX. Passemos aos “highlights” deste novo Impreza, que estreia na sua 4ª geração uma plataforma 40% mais resistente e mais agil que o seu antecessor – dizem os gurus do marketing da Subaru, induzidos pelos departamento de engenharia.

A Subaru durante estes anos, pese embora o adormecimento no mundial de ralis não ficou a ver estrelas. O novo Subaru Impreza estreia nesta geração um novo sistema de vetorização de binário que permite reduzir a subviragem do modelo.

2015-Subaru-WRX-Mechanical-2-1280x800

Para os menos familiarizados com esta tecnologia, que brevemente daremos a conhecer na secção de autopédia, retenham o essencial, ao contrário dos anteriores sistemas AWD, que geriam as perdas de motricidade com cortes na potência transferida ou uso individual dos travões, agora os diferenciais ativos fazem a potência ser canalizada para qualquer roda, que o sistema detete que tenha tração e essa repartição pode ir até 100% para uma única roda, sem cortes de potência ou uso dos travões.

Quanto ao motor, esqueçam o anterior EJ25- que até pode deixar saudades, mas dêem as boas vindas ao FA20, que vem do BRZ, onde a Subaru, optou por um sistema de injeção direta da casa e não a proveniente da Toyota, tendo adicionado ainda a sobrealimentação.

2015-Subaru-WRX-Mechanical-1-1280x800

No Subaru Impreza WRX, temos novas caixas para todos os gostos e que prometem deixar indecisos até os mais puristas: temos a nova caixa manual de 6 velocidades e a nova Sport Lineartronic, uma caixa automática CVT, mas pela primeira vez com modo manual e patilhas no volante.

Agora vamos até à secção exterior, onde a nova carroçaria de formas mais musculadas, vem reforçar o cariz desportivo do Subaru Impreza WRX. A característica entrada de ar no capô está agora situada mais fundo para não obstruir a visibilidade. No que toca à iluminação exterior o Subaru Impreza WRX, conta com luzes LED tanto nos mínimos à frente, como nas óticas traseiras.

As novas jantes de 17 polegadas, também foram desenhadas, tendo em especial atenção a aerodinâmica, vindo calçadas com pneus 235/45ZR17 94W, cortesia da Dunlop, com o modelo SP Sport Maxx RT.

2015-Subaru-WRX-Interior-1-1280x800

Mas afinal que motor tem este novo Subaru Impreza WRX?

Como referimos anteriormente, nos pontos altos desta nova geração, o motor deste novo WRX é o bloco FA20, que é nada mais, nada menos, que um 2.0 de 4 cilindros boxer, com injeção direta e distribuição variável (D-AVCS), ou seja Subaru Dual Active Valve Control System, acompanhado de um turbo Twin Scroll (dupla entrada) e um intercooler.

Na prática temos um bloco com uma taxa de compressão de 10.6:1 e que nos brinda com 268 cavalos às 5600rpm, escudados por um binário de 350Nm, pronto para ação logo às 2000rpm e constantes até bem perto das 5200rpm, um exemplo de elasticidade, que não fará do Impreza WRX um turbo dependente. Quanto á performance a versão manual consegue 5,4s dos 0 aos 100km/h e o cvt 5,9s. A velocidade máxima será inferior à da geração antecessora. Os consumos, esses sim melhoram com a versão manual a conseguir valores entre os 8,9L e os 11,9L, enquanto que o cvt alcança valores entre os 8L e os 10,6L.

2015-Subaru-WRX-Motion-2-1280x800

Mas porquê de uma caixa CVT num Impreza WRX?

Bem, primeiro deixem alguns preconceitos de lado e não neguem à partida esta solução técnica. A marca acredita que esta solução reúne o melhor de 2 mundos, ou seja a transmissão contínua variável , na ajuda aos baixos consumos e à suavidade de funcionamento, e por outro lado, a velocidade de resposta em condução mais desportiva.

Quando estamos em modo automático, a Subaru disponibiliza-nos 8 modos pré-selecionáveis, com rácios diferentes, quando o SI-Drive (sistema de gestão do carácter do automóvel) se encontra em Sport Sharp. Quando queremos mais insolvência de condução o modo manual permite-nos optar entre uma caixa de 6 velocidades ou 8 velocidades comandadas pelas patilhas no volante.

2015-Subaru-WRX-Interior-Details-4-1280x800

O sistema de tração integral simétrico (Symmetrical AWD), que tanta fama trouxe à Subaru está melhor, mas conta agora com 2 tipos diferentes. Ou seja quando o WRX vem equipado com a caixa manual de 6 velocidades, o diferencial central de acoplamento viscoso, distribui a tração 50:50 entre eixos e ainda contamos com o VDC para qualquer ocorrência.

Mas com caixa CVT, a Subaru adotou um sistema parecido com o Symmetrical AWD, o VTD (Variable Torque Distribution), onde o diferencial central é substituído por, uma embraiagem hidráulica de discos múltiplos, comandada eletronicamente e que está encarregue da repartição de tração entre eixos, em tudo semelhante ao sistema Haldex.

O VTD, usa o ângulo da direção, ângulo de deslizamento e força G lateral para a repartição de tração, numa razão de 45:55 entre a frente e a traseira, otimizando a agilidade do WRX.

2015-Subaru-WRX-Interior-Details-1-1280x800

No interior o espaço útil aumentou uns centímetros e o teto de abrir elétrico abre mais 25mm que o anterior.

Mas o destaque vai para o novo painel de instrumentos, onde contamos apenas com 2 mostradores analógicos compostos pelo tacómetro e velocímetro, com a restante informação digital ao centro.

A nova consola central conta com um ecrã de 4,3 polegadas e integra funções como a câmara traseira, indicador de pressão do turbo, áudio, Bluethooth e ar condicionado e até o alerta de manutenção, assim como um ecrã dedicado para o controlo e funções do VDC. Pela primeira vez um Subaru recebe um sistema de som Harman/kardon de 440W e 9 colunas, o sistema de navegação permite a integração do smartphone.

2015-Subaru-WRX-Interior-Details-3-1280x800

Uma proposta que deixará os fãs a babar e ainda não existem informações concretas sobre a versão STI, a mais apetecível no mundo dos desportivos inspirados nas lendas de rali. Para os americanos a estética para já não agrada, pois as semelhanças com o Toyota Camry são flagrantes, para os europeus também não será espetacular até porque a versão WRX perde as tão amadas jantes douradas. Mas o Impreza continua a ser uma carro de emoções fortes.

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos