Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Renault Scénic XMOD: partir à aventura

A nova Renault Scénic XMOD chegou ao mercado com o intuito de levar famílias da vivida cidade até ao pacato campo, em conforto e segurança. Mas o que distingue esta Scénic XMOD da restante gama são as suas características.

Mas ainda antes de começar para aqui a escrever, deixem-me dizer-vos que esta não é uma Renault Scénic normal, mas também não se deixem enganar com a sigla XMOD, pois esta não é sinónimo de “Paris-Dakar.”

Com um design robusto, moderno e radical a Renault Scénic XMOD é uma verdadeira concorrente a modelos como o Peugeot 3008 e Mitsubishi ASX.

Fizemos-nos à estrada para testar as suas virtudes e até deslindar alguns dos seus pequenos defeitos. A Renault Scénic XMOD em teste está equipada com um motor 1.5 dCi de 110CV, com tecnologia Common Rail e um turbocompressor, capaz de debitar 260Nm logo às 1750rpm.

renaultscenic4

Pode até nem parecer muito, mas surpreende pela positiva. A Renault Scénic XMOD é ágil e responde bem ao acelerador embora tenha que reduzir e subir um pouco mais o regime, caso queira superar as ultrapassagens com alguma facilidade. Este motor consegue ainda uma média combinada de 4.1 litros aos 100Km. Contudo, conseguimos obter médias de 3.4 l/100Km quando recorrendo ao sistema de Cruise Control, mas caso queira, literalmente, andar rápido, conte com médias a rondar os 5 litros.

Quanto ao rolar, é um veículo onde “nada se passa”, sem dramas e sem problemas, a suspensão é muito competente até em piso mais irregular, absorvendo quaisquer buracos sem nos deslocar a coluna.

renaultscenic15

O interior é muito espaçoso e bem arrumado, cheio de “buracos” onde pode esconder tudo aquilo que transporta a bordo, tem até uma espécie de cofre escondido debaixo dos tapetes. Mas isso é segredo… shhhh!

A bagageira da Renault Scénic XMOD tem uma capacidade de 470 litros que pode ser estendida, com os bancos rebatidos para uns magníficos 1870 litros. Um autêntico salão de baile. E ainda pode adicionar um tecto panorâmico, pela módica quantia de 860€.

Dispõe também do sistema R-Link da Renault, um inovador ecrã tátil multimédia integrado, que cria a ligação entre o automóvel e o mundo exterior. Com sistema de navegação, rádio, ligação Bluetooth para telemóveis e ligações USB/AUX para aparelhos externos, na Renault Scénic XMOD não faltam “gadgets”.

renaultscenic5

O sistema é muito competente e possui um dos melhores comandos de voz que já utilizamos. Na Renault Scénic XMOD contam ainda com o programa R-Link Store, que permite durante 3 meses gratuitos, utilizar diferentes aplicações como meteorologia, Twitter, aceder a emails ou ver o preço de combustível das estações mais próximas. Entre estes gadgets está também o sistema de áudio Bose, aqui como opcional.

Os bancos em pele e tecido são confortáveis e dão algum apoio lombar, o que proporciona uma viagem sem quaisquer dores de costas. Os bancos atrás são individuais e acomodam facilmente 3 pessoas, sem atropelos nem empurrões, dando o conforto necessário para as viagens mais longas. A nível de insonorização, a Renault Scénic XMOD peca apenas na circulação em grande velocidade e piso irregular, devido apenas ao atrito dos pneus, ruído que ao fim de algum tempo se pode tornar irritante, como em qualquer outro veículo.

renaultscenic10

É muito fácil encontrar uma posição de condução confortável, embora aqueles que gostem de uma posição mais baixa terão alguma dificuldade em visualizar o nível do combustível, mas isso também não é grande problema, uma vez que com um tanque de 60 litros conseguem percorrer quase 1200Km com a Renault Scénic XMOD.

Mas é hora de falar da sigla XMOD, sigla esta que torna um monovolume familiar, num autêntico crossover. Seja asfalto, terra ou areia esta é a Scénic com que podem contar. Mas não a levem para as dunas, por favor!

Podem contar com o sistema Grip Control, que permite atacar os terrenos mais difíceis, onde por vezes apenas veículos 4X4 podem ir. Proporcinando um aumento de aderência perceptível na areia, terra e até na neve nesta Renault Scénic XMOD.

renaultscenic19

O sistema de Grip Control, ou control de tracção é accionado manualmente através de um comando circular situado na consola central, e esta dividido em 3 modos.

O modo de estrada (utilização normal, sendo sempre automaticamente acionado a partir dos 40Km/h), modo fora-de-estrada (optimiza o controlo dos travões e do binário do motor, em função das condições de aderência) e o modo Expert (faz a gestão do sistema de travagem, deixando ao condutor a gestão total do controlo do binário do motor).

Digamos que este sistema simplifica e muito a vida de quem se aventura por trilhos com complexas situações de aderência, e realço novamente, não se aventurem por dunas, porque, digamos que durante o nosso teste pensamos seriamente em chamar um tractor para nos tirar de uma praia fluvial.

renaultscenic18

Mas mais uma vez graças ao magnifico Grip Control, nada disso foi necessário, um pouco mais de binário e tração deu vazão ao problema.

Entre auto-estradas, estradas secundárias, estradas de gravilha, praia, trilhos e caminhos de cabras, fizemos qualquer coisa como 900Km. Este intensivo teste à nova Renault Scénic XMOD, levou-nos apenas a uma conclusão: esta é uma carrinha para famílias que gostam de aventura.

Os preços começam nos 24.650€ para a versão base a gasolina 1.2 TCe de 115cv e 26.950€ para a de 130cv. Dentro da gama estão disponíveis 3 níveis de equipamento, Expression, Sport e Bose. Nas versões diesel 1.5 dCi, os preços começam nos 27.650€ para a versão Expression de caixa manual e sobem até aos 32.900€ para a versão Bose de caixa automática. Está disponível também uma motorização 1.6 dCi com 130cv com preços a começar nos 31.650€.

renaultscenic2

A versão testada foi a Renault Scénic XMOD Sport 1.5 dCi de 110cv, com caixa manual e um preço de 31.520€. Quem contribui para este valor final são os opcionais: pintura metalizada (430€), o Pack ar-condicionado automático (390€), Pack Safety com sensores de estacionamento e câmera traseira (590€). A versão base começa nos 29.550€.

MOTOR 4 Cilindros
CILINDRADA 1461 cc
TRANSMISSÃO Manuel, 6 Vel.
TRAÇÃO Dianteira
PESO 1457Kg
POTÊNCIA 110CV / 4000rpm
BINÁRIO 260Nm / 1750 rpm
0-100 KM/H 12.5 seg.
VEL. MÁXIMA 180 km/h
CONSUMO 4,1 l/100km
PREÇO 31.520€ (VERSÃO ENSAIADA)

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Mais artigos em Testes