Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Carlos Tavares é o futuro presidente do grupo PSA

Carlos Tavares saiu de número 2 da Renault em Agosto, depois de uma ruptura com a liderança de Carlos Ghosn. Apenas 3 meses depois encontra nova casa em Sochaux, para liderar o grupo PSA.

Depois de abandonar as funções de diretor-geral delegado que desempenhava na Renault, Carlos Tavares junta-se agora ao Grupo PSA. O gestor português de 55 anos começará as suas funções no Grupo PSA, primeiro como número 2 de Philippe Varin, a 1 de Janeiro de 2014, para depois, a meio do ano subir ao cargo de CEO e agarrar os destinos do grupo que está a atravessar um período difícil, marcado por dificuldades financeiras. A acumulação de prejuízos tem sido uma constante, para a qual têm contribuído diversos factores, sendo o principal, a quebra nas vendas.

Para solucionar o problema, Carlos Tavares encontrará em cima da mesa várias hipóteses, que têm como base uma injeção de capital de 4 mil milhões de euros e que poderão passar pelo investimento estrangeiro (há uma empresa chinesa na corrida, a Dongfeng) e pelo apoio interno (governo francês).

Carlos Tavares tem uma consolidada experiência profissional na industria automóvel. Entre outros cargos, liderou a divisão norte-americana da Nissan durante 4 anos, sendo aquele que agora o Grupo PSA classifica como o “homem para o serviço”. Carlos Tavares é o primeiro colaborador a chegar a presidente do grupo, sem ter feito uma carreira no grupo.