Ford Shelby Mustang GT500: 50 anos de puro Músculo Americano

No imaginário de muitos os “Muscle Cars” marcaram uma época e uma geração ainda com alguns fãs, mas tornaram-se numa espécie ameaçada e em vias de extinção.

Desde o primeiro Ford Shelby Mustang GT500 KR de 67, o famoso “King of the Road” por terras do tio Sam, que a luta pelo muscle car de eleição não ganhava tanta rivalidade, mas esses tempos já lá vão e o visionário Carol Shelby já não está entre nós. Mas os americanos continuam a crer no seu lema que faz parte da receita e passo a citar, «There’s no substitute for displacement» ou seja não há substituto para a cilindrada, uma receita que continua a ser a doutrina mais sagrada para os americanos no que toca a fabricar carros desportivos com força bruta por domesticar.

O RA dá-vos a conhecer o Ford Shelby Mustang GT500 para 2014, que promete elevar a fasquia no que toca a carros desportivos para as massas. Comecemos logo pela primeira coisa que salta à vista e que constitui até agora um recorde: o motor V8. É grande, faz barulho, tem potência e é o V8 de produção mais potente do mundo, dito isto, o cartão de visita para este Ford Shelby Mustang GT500 está entregue.

2014-Ford-Shelby-GT500-13

Começando precisamente pelo “coração deste cavalo selvagem”, que como não podia deixar de ser é um V8, totalmente em alumínio com 5.8 litros. A potência do V8 é servida por 662 cavalos, com um impressionante binário de 855Nm. O compressor volumétrico da TVS tem a capacidade de comprimir uns impressionantes 2300 cm cúbicos de ar. A transmissão foi totalmente revista para ombrear com tamanha potência, com um kit de embraiagem de duplo disco reforçado.

A caixa de 6 velocidades conta com rolamentos novos e tem uma relação final de 3.31:1, tirando partido do binário massivo do motor com maior suavidade entre mudanças e transmitindo a potência por um veio de transmissão em fibra de carbono. Face ao anterior Ford Shelby Mustang GT500, todos os componentes que integram o intercooler foram revistos e são agora 36% mais eficientes.

2014-Ford-Shelby-GT500-8

O Ford Shelby Mustang GT500 conta com 2 novas cores: o branco Oxford e o vermelho Rubi. Esteticamente, este novo GT500 já conta com os detalhes da nova geração do Mustang, mas com um pacote estético especial, que vinca o carácter desportivo do GT500. Dois dos detalhes exclusivos que podemos ver neste modelo, passam pelas 4 ponteiras de escape e as jantes de alumínio forjado, também estará disponível o pacote de performance da “SVT” que complementa o GT500, com um kit de suspensão totalmente regulável da Bilstein e um LSD do tipo Torsen.

2014-Ford-Shelby-GT500-7

Pela primeira vez o Ford Shelby Mustang GT500 conta com Launch Control integrado com o controlo de tração, todo o sistema de travagem, cortesia da Brembo, conta com maxilas de 6 pistões na frente, com discos e pastilhas específicas para este modelo. Toda a parte aerodinâmica do Mustang não foi esquecida e o GT500 de 2014 é 33% mais eficiente, com deflectores frontais capazes de proporcionar apoio aerodinâmico até aos 320km/h.

Segundo afirma o chefe da equipa SVT, Jamal Hameedi, o Ford Shelby Mustang GT500 foi pensado para ser um carro completo para todas as situações, quer seja em experiência de circuito, pista de drag ou simplesmente aquilo que elegeu o anterior GT500 como o melhor “drift car”, sem que no final do dia o condutor comum tenha que sacrificar o conforto por ter um carro desportivo.

Uma proposta da Ford que não podia fazer mais justiça aos 50 anos do Mustang. 8,5 milhões de unidades depois, o Mustang parece ter cada vez mais argumentos para se afirmar no mundo dos desportivos da atualidade.

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos