Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Apresentação

Fiat 500e: A beleza italiana rendida à eficiência elétrica

O Fiat 500e é a forma da marca ficar para trás na tendência do mercado em oferecer um produto hibrido ou 100% elétrico em toda a gama.

Partindo do 500, a Fiat meteu mãos à obra e depois de toda a fase de planeamento, eis que o Fiat 500e vê a luz do dia. A comercialização do Fiat 500e espera-se que comece em 2014, mas ainda não existem detalhes quanto a preços e custos com as baterias.

A nível mecânico, a Fiat não fez por menos e surpreende-nos com dois recordes absolutos na classe. O primeiro logo na oferta motriz, o motor elétrico do Fiat 500e é o mais potente no segmento, debitando 111 cv de potência. O segundo recorde surge relacionado com a autonomia, cerca de 139 km em percurso misto, com uma autonomia, a rondar os 172 km em consumo extra-urbano. A performance do 500e toma valores de cortesia: dos 0 aos 100 km/h em pouco mais de 9,0 segundos e uma velocidade máxima de 136 km/h.

Fiat 500e

Sabendo que uma parte desinteressante nestas propostas, são os tempos de carregamento e todos os condicionalismos que isso representa, segundo a Fiat, o 500e cumpre um carregamento completo numa tomada doméstica em menos de 4 horas.

No que toca ao “feeling de condução”, a Fiat não quis criar um produto meramente elétrico e capaz. Nesse sentido resolveu desenvolver o sistema de travagem de forma que a condução do Fiat 500e se pareça ao máximo como o seu irmão a gasolina, e por isso mesmo o sistema de travagem foi revisto anulando o fator de esticão associado à desaceleração nos carros elétricos, assim sendo o sistema utiliza 100% da sua capacidade regenerativa durante a desaceleração, mas complementando a mesma com os travões proporcionando um melhor tacto dos mesmos.

Fiat 500e — interior

Sabendo que o Fiat 500e não é meramente um 500 convencional e que o peso face ao seu irmão de combustão interna é superior, a carroçaria foi rebaixada, mas o chassis conta com uma rigidez 10% superior ao anterior modelo de 2013.

Fiat 500e

A distribuição de massas não foi descurada e conta agora com uma distribuição de 57% do peso no eixo da frente e 43% no eixo traseiro, face aos anteriores 64% e 36% respectivamente. O que lhe confere um melhor comportamento dinâmico. No capítulo aerodinâmico os elétricos nunca deixam os seus créditos por mãos alheias e aqui no Fiat 500e, tudo foi revisto para descer o anterior coeficiente aerodinâmico de um Cx de 0,35 para 0,31, um valor ainda não referencial mas que ajuda em muito no que toca a eficiência deste novo Fiat 500e, tudo fruto das 140 horas de testes no túnel de vento.

Fiat 500e — painel de instrumentos

No interior há novidades, a grande diferença face ao atual Fiat 500, está no quadrante, que no Fiat 500e é um “TFT” com 7” de tamanho e totalmente a cores.

A TomTom é a responsável pelo sistema de navegação o qual também inclui informações sobre o estado de carga da bateria e informação em tempo real do fluxo de energia, uma característica especial deste GPS é estar calibrado para mostrar pontos de carga rápida em todos percursos por onde se possa circular.

Fiat 500e

A interatividade com dispositivos móveis não foi esquecida. A aplicação da Fiat para ”smartphones” permite controlar todos os parâmetros do 500e em tempo real e com alertas via SMS e e-mail para o dispositivo.

No que toca ao ambiente vivido a bordo a Fiat confirma que este 500e é 20% mais silencioso que o convencional através de recurso a novos materiais isolantes.

O Fiat 500e tem condições para se tornar numa proposta bastante válida e inteligentemente pensada para atacar mercados fiscais sufocados como o do nosso país. Mais uma prova de que o construtor de Turim não está adormecido para as novas tecnologias e que a concorrência tem de estar preparada.

Mais artigos em Notícias