Novo Citroën C4 Picasso: Mais por menos

Portugal foi o palco eleito para mostrar ao mundo o novo Citroën C4 Picasso. Como não podia deixar de ser, a Razão Automóvel esteve presente e conta-vos como foi.

Três milhões de unidades depois, o monovolume com mais sucesso da Citroën, o C4 Picasso, chega ao mercado com novos argumentos. Mais conforto, mais equipamento mas principalmente mais dinamismo e tecnologia. Foram estas as promessas feitas pela marca francesa. Mas será que o Citroën C4 Picasso cumpre?

Foi isso que tentámos descobrir durante os dois dias intensos que passámos ao volante do C4 Picassso pelas estradas de Sintra, Cascais e Lisboa.

Revolução total

Novo Citröen C4 Picasso25

Do antigo Citroën C4 Picasso que agora cessa funções, apenas sobrou o nome. O novo Citroën C4 Picasso é um modelo completamente novo, criado de raiz em torno da nova plataforma do grupo PSA, a EMP2. Uma base modular que servirá de «berço» a diversos modelos do grupo e que no caso especifico do novo Citroën C4 Picasso, possibilitou um emagrecimento de 140kg em comparação com a geração anterior. Em termos comparativos, hoje o Citroën C4 Picasso pesa tanto quanto o seu irmão C3 Picasso. Notável.

Mas as novidades não se esgotam aqui. O conceito Visionspace deu lugar a um novo conceito: o Tecnoespace. O exterior deixou de ser o centro das atenções para quem viaja a bordo do Citroën C4 Picasso, como acontecia anteriormente. Com o novo conceito Tecnoespace a marca do «double-chevron» pretende trazer o exterior para dentro do automóvel.

Novo Citröen C4 Picasso12

Na frente temos agora um tablier moderno, agradável à vista e ao toque, onde o centro das atenções é o ecrã de alta resolução com 12 polegadas, no qual podemos visualizar as principais informações de condução entre outras funcionalidades como ver fotos e monitorizar as ajudas electrónicas – ajuda na manutenção na faixa de rodagem, aviso de colisão eminente, controlo da fadiga, cruise-control adaptativo, estacionamento automático, entre outros.  Mais abaixo, está outro ecrã mais pequeno para as funções de climatização, áudio e navegação. Em ambiente nocturno, os ecrãs, em conjunto com as luzes de ambiente. chegam a impressionar mas nunca incomodam. Destaque também para o banco do passageiro com elevação para as pernas, um «mimo» que parece ter sido copiado da classe executiva dos aviões.

No geral, a forma como o interior está  organizado, tanto do ponto de vista funcional como estético, não deixa dúvidas. A mesma equipa que desenhou a gama DS foi a mesma que assinou esta nova geração do monovolume da Citroën.

Novo Citröen C4 Picasso14

Contas feitas, devido ao recurso à nova plataforma EMP2 o C4 Picasso tem agora menos 6 centímetros que o anterior, é mais baixo 7 centímetros e menos largo, tendo a distancia entre eixos crescido cerca de 7 centímetros. Mais à frente diremos como estas alterações se reflectem no comportamento do C4 Picasso, porque no interior, apesar destas redução exteriores, o modelo francês continua a «dar cartas» à concorrência.

Em estrada

Novo Citröen C4 Picasso5

Uma agradável surpresa. A postura sensabor da anterior geração deu lugar a uma postura bem mais dinâmica. Dizem os estudos da marca francesa que os novos clientes do segmento dos MPV pretendem – para além de espaço a bordo e facilidade de utilização – uma componente mais emotiva. Apostada em dar réplica aos SUV’s da moda, a Citroen dotou este C4 Picasso de qualidades dinâmicas dignas de nota. Estará ao nível do Ford C-Max? É provável, mas o tira teimas terá de ficar para outra altura…

O aumento da distância entre eixos, o peso mais baixo do conjunto e as medidas mais contidas da carroçaria fazem com que este C4 Picasso esteja a anos luz do seu antecessor. Não é um desportivo (calma…) mas emociona mais do que aquilo que possam pensar.

Em bom plano está também o motor 1.6 eHDI de 115cv. Despachado e competente quanto necessário, nunca sentimos a bordo deste Picasso o síndrome «demasiado automóvel para pouco motor». Na verdade, sempre que imprimíamos ritmos mais animados (as vezes mais que a conta…) ele acompanhava-nos com relativa ligeireza. Em toadas mais calmas e sem preocupações de maior com os consumos, conseguimos cumprir uma simpática média de 6.1 L/100km.

Conclusão: um verdadeiro Citroën

Novo Citröen C4 Picasso1

O Citroen C4 Picasso está melhor a todos os níveis. Às qualidades que todos lhe reconhecíamos – e que lhe valeram 3 milhões de unidades vendidas – adicionou-se novos argumentos que prometem fazer deste modelo um sucesso de vendas. O design ou se gosta ou não se gosta. Mas devemos dizer que ao vivo as linhas são bem mais consensuais do que à partida as fotos revelavam, com destaque para os faróis com duplo 3D na traseira. No interior os diversos ecrãs LED vão ser sucesso garantido, este C4 Picasso tem todos os «mimos» e mais alguns que se espera de um automóvel francês.

Em suma, o Citroen C4 Picasso foi uma agradável surpresa. E defeitos? Certamente que os tem, mas à semelhança dos modelos das outras marcas, hoje nenhum automóvel tem falhas verdadeiramente dignas desse nome. Era a confirmação que faltava. A Citroën está de regresso às origens: tecnologia, arrojo estilístico e muito conforto. E tudo isto a partir de 24.900€, nada mau…

Lista de preço Citroën C4 Picasso:

-1.6 HDi 90 CV Atraction: 24.900€
-1.6 eHDi 90 CV Atraction(caixa pilotada): 25 700€
-1.6 eHDi 90 CV Seduction (caixa pilotada): 26 400€
-1.6 eHDi 115 CV Seduction: 28 500€
-1.6 eHDi 115 CV Intensive: 30 400€
-1.6 eHDi 115 CV Seduction (caixa pilotada): 29 000€
-1.6 eHDi 115 CV Exclusive (caixa pilotada): 33 200€

Passem pela nossa página do Facebook e digam o que acham deste novo Citröen C4 Picasso.

Texto: Guilherme Ferreira da Costa

Mais artigos em Testes

Os mais vistos