Renault Scénic XMOD: para famílias mais aventureiras

Chama-se Renault Scénic XMOD e estreia-se em Genebra. É a proposta da Renault para as famílias que gostam de sair do alcatrão das cidades, rumo à terra dos campos.

O Salão de Genebra está aí a chegar e começam a aparecer as primeiras imagens das estreias que terão lugar neste prestigiado evento automóvel. A Renault é uma das protagonistas e este Renault Scénic XMOD uma aposta da marca francesa na vertente mais radical dos pequenos monovolumes. Mais do que um retocar estético e uma aparência robusta, este Renault Scénic XMOD para além de parecer, também é.

Preparado para a aventura

Está muito longe de ser um todo o terreno, mas a Renault introduziu pormenores estéticos e tecnológicos neste novo Renault Scénic XMOD, que para além de lhe conferirem uma imagem mais radical, dão-lhe margem para pequenas aventuras por pisos menos civilizados. A maior altura ao solo e proteções ao longo do chassis, convidam a arriscar por caminhos pouco dignos deste segmento. A estrear neste monovolume crossover está o sistema Grip Xtend, que pretende combater as perdas de tração em pisos mais difíceis – neve, areia e lama.

renault_scenic_xmod_03

Este sistema simula a ação de um sistema de redutoras e trabalha em conjunto com o controlo de tração e sistema de travagem. O sistema tem 3 modos e a sua ativação deverá depender das capacidades do condutor – normal, piso escorregadio e expert, sendo este último o menos invasivo, sendo que o sistema só auxilia na travagem e a aceleração fica a cargo do condutor, ao contrário do modo intermédio (piso escorregadio).

renault_scenic_xmod_16

Em relação ao anterior Scénic, a mala cresceu 33 litros para 555. Os bancos são removíveis e completamente rebatíveis, ponto forte a acrescentar à versatilidade deste Renault Scénic XMOD. O símbolo da Renault surge também renovado a alinhar com os novos modelos da marca, este Renault Scénic XMOD surgirá em Genebra acompanhado do seu irmão mais velho, o novo Grand Scénic, outra estreia deste Salão Automóvel.

Texto: Diogo Teixeira

Os mais vistos