Wald International desperta o lado negro que há no Toyota Prius

Se alguém me viesse dizer que tinha visto um Toyota Prius agressivo e «corpulento» eu, sem querer ferir susceptibilidades, ria-me até secar todo o meu fluido lacrimal – e acredito que aconteceria o mesmo com vocês.

Só podes estar a gozar! Isso, por acaso, é possível?“, diria eu… Bem… Mas, pelos vistos, é. A preparadora japonesa, Wald International, pegou na terceira geração do Prius e, como por magia, tornou-o num carro de respeito, másculo e maravilhosamente assombroso. Eu já devia saber que no mundo automóvel tudo é possível, mas por incrível que pareça, continuo-me a admirar com estes simples gestos de criatividade.

Depois de dar uma rápida vista de olhos a alguns projetos da Wald International, depressa percebi que um dos seus objetivos é conseguir transformar um «modesto» automóvel num automóvel capaz de transpirar perversidade por todos os lados. Este Toyota Prius, em especifico, levou um tratamento de beleza bastante minucioso, desde a típica pintura em preto matte até aos mais pequenos pormenores aerodinâmicos nada escapou a estes japoneses.

O verde foi a cor escolhida para contrastar com o preto, e pode ser vista nos pára-choques, nas saias laterais e na porta traseira. De realçar que a porta traseira vem com um novo e pequeno spoiler com um difusor incorporado, e embora não haja uma grande diferença para o original, nota-se bem a presença deste pormenor. Os clientes podem ainda pedir para escurecer os vidros, rebaixar a suspensão e optar por dois conjuntos de jantes de liga leve – que diga-se de passagem, encaixam na perfeição neste Prius das Trevas.

Para quem, como eu, duvidada das potencialidades visuais do Toyota Prius, a Wald International deixou aqui bem claro que é possível transformar um amável híbrido numa viatura de respeito e ferozmente ambicionada. Bom trabalho…!

Texto: Tiago Luís

Os mais vistos