Subaru Forester é finalmente divulgado pela marca japonesa

Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Subaru Forester é finalmente divulgado pela marca japonesa

Finalmente… Estava difícil de ver as linhas oficiais do novo Subaru Forester.

Já vos tínhamos mostrado algumas imagens não oficiais da nova geração do Forester, podes ver aqui e aqui. E quem viu essas imagens não irá ficar muito surpreendido com as imagens oficiais que hoje trazemos. A grande novidade desta notícia vai para os interiores, que até hoje, eram uma incógnita para toda a imprensa mundial. Pelo menos para nós…

Mas como podemos ver, os interiores pouco ou nada diferem dos interiores do novo Subaru Impreza, a não ser alguns pormenores em alumínio por baixo da consola central. Como já dissemos anteriormente, o novo Forester será maior do que o seu antecessor, medindo 4,59m de cumprimento, 1,79m de largura, 1,69m de altura e 2,64m de distância entre eixos. A bagageira, logicamente, também será maior, contando com mais 55 litros de espaço (505 litros).

Este novo Subaru Forester começa hoje, 13 de novembro, a ser vendido no Japão. Entretanto, parece que as nossas suposições foram as mais acertadas. Debaixo do capô, existem disponíveis duas motorizações a gasolina: um 2.0 litros com 146 cv e um 2.0 litros twin-scroll turbo com 276 cv. Esta última virá ligada exclusivamente a uma caixa de velocidades automática.

Não sabemos quais as motorizações que irão ser lançadas na Europa e muito menos em Portugal, mas sabemos que para o mercado norte-americano está prometido um 2.5 litros com 170 cv ligado a uma caixa manual de 6 velocidades ou uma CVT, e um 2.0 litros de injeção direta pronto para debitar 250 cv de potência.

A nova geração do Subaru Forester fará a sua estreia mundial no Salão de Los Angeles e a imagens que aqui vês mostram os modelos que serão apresentados na segunda cidade mais populosa dos Estados Unidos.

Texto: Tiago Luís