Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Mercedes A45 AMG 2013 será divulgado no Salão de Genebra

Afasta o teclado, não toques no rato, e vai buscar muito rapidamente um babete, pois está na hora de «babarmos» o fervoroso Mercedes A45 AMG.

Já não é a primeira vez que vemos imagens deste super compacto alemão, há pouco mais de 4 meses, mostramos o A45 AMG em testes, algures na Alemanha, e se bem se recordam aquele exemplar estava quase tão «despido» como o que vemos nestas imagens. Os mais atentos já se aperceberam que não existem grandes diferenças estéticas entre este A45 AMG e o Classe A «normal» com o kit AMG – nós só vemos diferenças nas jantes, que agora são de 18 polegadas, no raio da grelha da frente, nas ponteiras de escape e talvez nas saias laterais e para-choques dianteiro, que até agora estão camuflados.

Mas se por fora não há assim grandes diferenças, por debaixo do capô a conversa é outra… O Mercedes A45 AMG será, sem dúvida, o membro mais desejado da família A – Apesar do motor 2.0 turbo de 4 cilindros com injeção direta ser o mesmo do A250, este vem preparado para expulsar 350 cv de potência e 450 Nm de binário máximo. Traduzindo em miúdos, a corrida dos 0-100 km/h faz-se em apenas 4,5 seg. Uau!!

Será que a concorrência vai ficar arrasada com a chegada deste menino? O BMW M135i fica-se pelos 315 cv (0-100 km/h: 4,9 seg.) e o Audi RS3 Sportback oferece uns «simpáticos» 335 cv (0-100 km/h: 4,6 seg.). Será que vai haver surpresas? Será que o A45 AMG vai desiludir? Muito sinceramente, não me parece…

Há quem diga que esta obra do diabo tem o “típico «borbulhar» da AMG e que dá anos de vida a quem se senta nele“, mas isto não é nada que nós já não estejamos à espera. Tobias Moers, chefe de desenvolvimento da AMG, está também muito contente com o consumo de combustível, que segundo ele, anda à volta dos 7 lt./100km.

Inicialmente, Moers, ficou algo apreensivo com a ideia de criar um Classe A AMG devido à quantidade de peso sobre o eixo dianteiro. Mas para grandes males, grandes remédios… A AMG fez algumas alterações ao Classe A, nomeadamente na suspensão para distribuir melhor o peso do carro, e tornou-o no único Classe A de tração integral. Mas o melhor é esperarmos para ver o que vai sair daqui, afinal de contas, ainda não nos esquecemos do que a AMG fez ao Classe R.

O Mercedes A45 AMG vai estar pronto para fazer a sua estreia mundial no próximo Salão Automóvel de Genebra, em 2013. E se acontecer, o que aconteceu, ao «normal» Classe A, só lá para setembro de 2013 é que o A45 AMG vai chegar aos mercados europeus.

Texto: Tiago Luís