Glórias do Passado

Ford Cortina MkII – Testámos a evolução de um ícone

O sucesso de vendas e o fenómeno que o tornaram no "Amazing Cortina" fizeram com que fosse relativamente fácil encontrar alguém que tivesse tido um.

O meu avô teve um Ford Cortina MkI de duas portas, que mais tarde trocou por um Toyota Corolla 1100. Conta o meu pai que as batidelas eram frequentes – o Cortina teimava em “sair” de traseira nas curvas mais “engraçadas” e depois não era muito fácil de o apanhar.

MK1 2p

Este era um carro que entrava no segmento “quase-premium” da época. Ter um Cortina era ser diferente, ao mesmo tempo que igual a muitos outros. Hoje ter um Ford Mondeo – o que consideram ser o equivalente – é apenas ser igual aos outros. Compreende-se, nos dias que correm a oferta é grande e de elevada qualidade, mas para termos um carro com algum estatuto, temos de desembolsar muito mais…

No passado dia 20 de Setembro a Ford soprou as 50 velas do seu Cortina MkI e eu fui conhecer um mais recente, o MkII, versão 4 portas, 1300 Deluxe de 1969.

Ford Cortina MK2 1300 Deluxe 1969
Ford Cortina MK2 1300 Deluxe 1969

Religiosamente guardado dentro de uma antiga adega, tinha sido a sensação da festa da noite anterior. Uma “peça de decoração” vintage que atraiu os flashes das câmaras mais curiosas. Pintura original, jantes brilhantes e pneus novos fizeram as delícias dos convidados (pronto para ir para a estrada e ser testado, pensei eu quando o vi).

À conversa com a proprietária, cedo percebi que tal como todos os clássicos este tinha uma história para contar – comprado em Portugal em 1969, tinha um destino: Angola. Este seria o próximo carro de uma senhora que lá vivia, oferecido pelo seu marido para fazer os trajectos diários no calor do país africano.

Ford Cortina MK2 1300 Deluxe 1969
Ford Cortina MK2 1300 Deluxe 1969

Não durou muito até que o escalar da luta contra o colonialismo obrigasse esta família a voltar para Portugal e com eles voltou o Cortina “montado em Portugal”.

É verdade, em 1964 a Ford inaugurou a Linha de Montagem da Azambuja e o Ford Cortina foi o segundo modelo a ser lá montado, a seguir ao Ford Anglia Fascinante. Infelizmente, o novo milénio trazia consigo uma reestruturação da Ford Motor Company e em 2000 esta fábrica fechou as portas.

Ford Cortina MK2 1300 Deluxe 1969
Ford Cortina MK2 1300 Deluxe 1969

Esta segunda versão, apesar de ser ligeiramente mais curta que a anterior era mais espaçosa por dentro, dando sentido à publicidade “New Cortina is More Cortina” utilizada pela Ford na campanha de lançamento do mkII.

Este modelo foi alterado pelo proprietário: na frente, onde anteriormente estava um banco corrido capaz de sentar 3 pessoas, estão agora 2 bancos do modelo Cortina. O carro possuía uma lotação máxima de 6 passageiros.

Ford Cortina MK2 1300 Deluxe 1969
Ford Cortina MK2 1300 Deluxe 1969

Com a chave na ignição, apertado o corte de corrente e com o ar um bocadinho aberto lá se ligou a máquina e claro, pegou à primeira. Não foi preciso muito tempo até o relanti estar regular e o carro pronto para se fazer à estrada.

O motor 1.3 com 52cv a gasolina não serve para aventuras, no entanto, o carro conseguiu ter força suficiente para aguentar os desafios propostos pela estrada que tivemos pela frente, sem necessidade de efectuar grandes reduções. O peso ajuda – este modelo, com apenas 880kg, pesa pouco mais que um Smart Fortwo. Com este peso e algum cuidado no pé direito, o MkII consome 7 litros aos 100 km.

Depois de voltar para Portugal, esteve guardado numa garagem durante algum anos até que o então proprietário acabou por o vender a quem o guardava. A actual proprietária herdou-o do seu pai, que já na altura, deixava o Cortina na garagem e preferia conduzir um Mini 1000, por ser mais prático de usar no dia-a-dia…irónico? Bastante! Quando a Ford decidiu construir o Cortina, fez-lo especificamente para se afastar de um mercado que não era a sua zona de conforto, pois estava dominado pelo Mini.

Ford Cortina MK2 1300 Deluxe 1969
Ford Cortina MK2 1300 Deluxe 1969

O Ford Cortina é um familiar confortável, o carro de eleição da classe média dos anos 60/70. Hoje, serve para passeios aos fins-de-semana e para encher a vista dos mais curiosos. Apesar da proprietária garantir que não se sente emocionalmente ligada ao carro, eu não posso deixar de imaginar que, na verdade, nas suas duas décadas douradas, o Cortina era um fenómeno – era The Incredible Cortina.

 

Mais artigos em Clássicos