Mercedes-Benz 300SL de 1960 vendido por 405 mil euros

Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Mercedes-Benz 300SL de 1960 vendido por 405 mil euros

Ao que parece o Mercedes-Benz 300SL da década de 60 não era muito apreciado na época, pelo menos tanto quanto deveria ser. Depois de uma edição especial deste modelo ter sido vendida após ter estado 40 anos numa garagem em Santa Mónica, Califórnia, aparece agora outro ícone da marca de Stuttgart nas mesmas condições, mas desta vez foram 37 anos numa garagem na cidade de Pireu, Grécia.

O modelo em questão é um Mercedes-Benz 300SL de 1960 com um hard-top de origem, o que era bastante raro para a altura, pois a maioria das pessoas optava pelo soft-top.

Com 240 cv e 3.0 de cilindrada o Mercedes-Benz 300SL pertencia a um fã de desportivos chamado Críton Dilaveris, que comprou esta relíquia em 2ª mão, mas infelizmente o Sr. Dilaveris morreu em 1972 e não deixou herdeiros, por isso todos os seus bens incluindo o Mercedes-Benz 300SL ficaram a ser propriedade da cidade onde vivia.

Assim sendo em 1974 o clássico dos anos 60 foi arrumado na garagem do município de Pireu e tem lá estado desde então, apesar de ter havido várias oportunidades de ter sido enviado para um ferro-velho, este sobrevivente conseguiu resistir a essas tentativas de homicídio e mostra hoje todo o seu valor.

As pessoas responsáveis acharam por bem leiloar o automóvel com um preço inicial de 204.000€, mas acabou por ser vendido por 405.000€ a um colecionador alemão que também é dono de um Mercedes 300SL Gullwing.

O visual do automóvel está um pouco mal tratado e não faz justiça ao mítico nome 300 SL, mas apesar de tudo o seu interior parece estar em ótimas condições, o seu novo proprietário foi o 1º a afirma-lo:

“Não vai ser preciso muito trabalho para restaurá-lo à sua condição original.”


Fonte: Highoctane

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter