345Quantas mais edições leres, mais hipóteses terás de ganhar! Cada edição lida corresponde a uma possibilidade.Em data que anunciaremos posteriormente, faremos uma transmissão live através do Facebook para sortearmos o vencedor!Segue-nos no Facebook e no Instagram para não perderes o lançamento de cada edição.Cada artigo tem um tempo médio de leitura. À medida que o vais lendo vamos fazendo a contagem do tempo que estás a usar.1Quando atingires o tempo médio de leitura activas o espaço onde te podes candidatar ao prémio.2Cada artigo tem um tempo médio de leitura. À medida que o vais lendo vamos fazendo a contagem do tempo que estás a usar.Quando atingires o tempo médio de leitura activas o espaço onde te podes candidatar ao prémio.12345Quantas mais edições leres, mais hipóteses terás de ganhar! Cada edição lida corresponde a uma possibilidade.Em data que anunciaremos posteriormente, faremos uma transmissão live através do Facebook para sortearmos o vencedor!Segue-nos no Facebook e no Instagram para não perderes o lançamento de cada edição.
Conteúdo patrocinado por Audi Audi

Megacidades. O que são e quais os desafios que colocam?

Já todos ouvimos falar acerca de megacidades, mas o que são exatamente estas grandes metrópoles? Quais os desafios que colocam à mobilidade e ao urbanismo?

Audi Mega-cidade, Seoul, Coreia do sul

O futuro é sempre uma incógnita. Muitas vezes, as previsões daquilo que será “o mundo de amanhã”, resultaram em visões que hoje são tidas como completamente ilusórias.

No entanto, uma coisa é prever o futuro, outra é observar tendências demográficas, urbanísticas e de mobilidade e com esses dados, apresentar não uma previsão, mas uma visão de como adequar o mundo em que vivemos aos desafios que surgem nas sociedades atuais.

E dessa observação há algo que salta à vista: vivemos num planeta cada vez mais urbano. Se no ano 1800 apenas 3% da população mundial vivia em cidades, hoje esse valor encontra-se nos 55%. De acordo com projeções das Nações Unidas, por volta do ano 2050, 68% da população mundial deverá viver em áreas urbanas, muito provavelmente, naquilo que designamos como megacidades.

O que é uma megacidade?

Ao contrário do que possas pensar, o termo megacidade não é recente. Utilizado desde o século XIX, desde sempre que foi usado para denominar as maiores cidades, tanto em termos populacionais como geográficos.

Audi Mega-cidade, Seoul, Coreia do Sul

Assim, desde Roma no tempo do Império Romano até Londres do início do século XX, foram já várias as cidades que, em determinada ocasião, foram designadas “megacidades”. No entanto, com a chegada do século XXI e da globalização, não só temos assistido a um aumento do número de megacidades como se verificou um aumento da percentagem de população mundial que estas albergam.

Apesar de não existir um critério exato para definir o que é uma “megacidade”, por norma a designação é atribuída a cidades com uma população igual ou superior a 10 milhões (sem contar com a região metropolitana à sua volta) e dotadas de um rápido processo de urbanização.

Tendo em conta este critério, as Nações Unidas preveem que em 2030 existam 43 cidades com mais de 10 milhões de habitantes e que, por isso, poderão ser consideradas “megacidades”.

Os desafios das megacidades

Apesar de oferecem mais valias ao nível cultural, económico e do estilo de vida, as megacidades também se deparam com problemas e desafios. Assim entre os diversos desafios que as megacidades enfrentam contamos problemas sociais, ambientais e de mobilidade.

E se o primeiro exige uma maior ação do Estado, os dois últimos podem ser, parcialmente, tratados por empresas privadas. É que a questão da mobilidade nas megacidades anda de mãos dadas com os problemas ambientais e aí, as marcas de automóveis podem ter uma palavra a dizer.

Audi on demand
Serviço Audi on demand

Em média, as cidades produzem até 70% do CO2 sendo que, infelizmente, a maioria das megacidades ainda hoje se depara com um elevado nível de poluição atmosférica. Assim, é necessário criar soluções de mobilidade que permitam não só reduzir as emissões de gases de efeito de estufa como também melhorar a qualidade de vida das populações.

As soluções para as megacidades

Para fazer face aos problemas de mobilidade que assolam as megacidades, onde as intermináveis filas de trânsito não só contribuem para uma pior qualidade de vida como para um aumento da poluição (veja-se o exemplo da Cidade do México ou de São Paulo) é necessário encontrar soluções de micromobilidade, de transportes públicos e de transportes partilhados, incentivando ao mesmo tempo um abandono do conceito do transporte privado.

Audi Pop.Up Next protótipo
A Audi, Airbus e Italdesign já iniciaram os testes ao Pop.Up Next, um protótipo para um táxi voador, que combina um carro elétrico autónomo com um drone. O protótipo ainda está à escala 1:4.

Para tal, já há algumas marcas de automóveis a trabalhar com as cidades de amanhã em mente. Uma delas é a Audi, para quem a cidade multimodal (como a marca designa a cidade do futuro) deverá integrar diversos meios de transporte, desde transportes públicos mais flexíveis (e pequenos) e veículos partilhados até carros autónomos e voadores.

Para além disso, de acordo com a visão da marca alemã, nas megacidades do futuro as soluções de mobiliário urbano deverão integrar mecanismos como carregadores para veículos elétricos (por exemplo num poste de iluminação) sendo que os habituais postos de carregamento deverão dar lugar a espaços verdes onde se pode carregar um veículo elétrico de forma sustentável.

Planificar é a chave

Para que a visão da megacidade do futuro da Audi seja possível, é necessário seguir uma ideia base lançada pelas Nações Unidas: planificar um urbanismo sustentável. Só assim se vai tornar possível um desenvolvimento de sucesso das megacidades no qual estas não continuem a ser afetadas pelos problemas que atualmente as assolam.

É que para garantir que as megacidades estão preparadas não só para uma mobilidade elétrica como para um número cada vez maior de habitantes, é necessário idealizar os novos planos urbanísticos de forma a que estes se adequem às novas realidades de mobilidade e permitam uma melhoria da qualidade de vida nas grandes cidades.


O tempo médio de leitura são 00:00

Ainda só usaste

00:00

Queremos devolver o tempo que usarás a ler estas 15 edições.
Para isso a Audi juntou-se a nós. Fruto do conceito da 25ª Hora, vamos oferecer uma Experiência Audi inesquecível!

Para participares basta seguires os passos abaixo:

1. Segue-nos nas redes sociais

2. Subscreve a nossa newsletter

Subscrever

3. Quando o contador chegar aos 60 segundos, deixa-nos o teu e-mail

Pssst! Não te preocupes, os teus dados estão seguros connosco. Consulta aqui a nossa política de privacidade.