345Quantas mais edições leres, mais hipóteses terás de ganhar! Cada edição lida corresponde a uma possibilidade.Em data que anunciaremos posteriormente, faremos uma transmissão live através do Facebook para sortearmos o vencedor!Segue-nos no Facebook e no Instagram para não perderes o lançamento de cada edição.Cada artigo tem um tempo médio de leitura. À medida que o vais lendo vamos fazendo a contagem do tempo que estás a usar.1Quando atingires o tempo médio de leitura activas o espaço onde te podes candidatar ao prémio.2Cada artigo tem um tempo médio de leitura. À medida que o vais lendo vamos fazendo a contagem do tempo que estás a usar.Quando atingires o tempo médio de leitura activas o espaço onde te podes candidatar ao prémio.12345Quantas mais edições leres, mais hipóteses terás de ganhar! Cada edição lida corresponde a uma possibilidade.Em data que anunciaremos posteriormente, faremos uma transmissão live através do Facebook para sortearmos o vencedor!Segue-nos no Facebook e no Instagram para não perderes o lançamento de cada edição.
Conteúdo patrocinado por Audi Audi

O Audi e-tron é o início da era elétrica

O Audi e-tron 55 quattro é o primeiro automóvel 100% elétrico produzido em série da marca de Ingolstadt.

Audi e-tron, 2019

O Audi e-tron marca o início de uma nova era para a marca dos quatro anéis: o início da era elétrica. É o primeiro modelo da Audi desenvolvido de raíz para ser apenas e só elétrico, sendo também o seu primeiro modelo 100% elétrico produzido em grande volume.

Neste primeiro capítulo elétrico — outros vêm a caminho — o formato SUV foi o escolhido, combinando versatilidade e espaço num formato familiar (mas de aspeto dinâmico); com toda a capacidade da tração integral quattro e performance garantida pelo grupo motriz elétrico.

São dois os motores elétricos no Audi e-tron 55 quattro, um por eixo — o dianteiro debita 125 kW (170 cv) e 247 Nm de binário, o traseiro 140 kW (190 cv) e 314 Nm de binário. No total garantem 265 kW de potência, o equivalente a 360 cv, e um binário máximo de 561 Nm — sempre disponíveis, desde que arrancamos. Mas não se ficam por aqui…

Boost

O Audi e-tron integra um modo Boost. Como o nome sugere, este modo liberta mais potência e binário, ainda que temporariamente. Para ativá-lo, há que passar a transmissão (relação fixa) de D para S e carregar a fundo no acelerador.

Desta forma, durante os oito segundos seguintes, o Audi e-tron 55 quattro passa a debitar 300 kW (408 cv) e 664 Nm. O suficiente para uma ultrapassagem ou arranque mais vigoroso — a aceleração até aos 100 km/h baixa dos 6,6s para os 5,7s no modo Boost.

Até 417 km de autonomia

O Audi e-tron 55 quattro pertence à mais recente geração de elétricos onde a combinação das palavras “ansiedade” e “autonomia” começam a deixar de ter razão de ser. Com uma autonomia de até 417 km (ciclo combinado WLTP, podendo variar de acordo com o equipamento), permite fazer a rotina diária sem ter de pensar o quão longe está o próximo posto de carregamento.

O generoso valor de autonomia advém da elevada capacidade das baterias de iões de lítio — cerca de 95 kWh. Para as recarregar temos à disposição várias opções:

  • Estações de carregamento rápidas CCS de 150 kW DC — uma estreia em automóveis de produção —, 30 minutos;
  • Estações de carregamento de 11 kW AC ou 22 kW AC em opção, oito horas e meia (11 kW).
Audi e-tron, 2019
Ionity
A rede europeia de postos de carregamento rápido (até 350 kW) terá 400 postos instalados no continente até 2020, distribuídos de 120 km em 120 km ao longo das auto-estradas. A Ionity resulta dos esforços conjuntos do Grupo Volkswagen, BMW Group, Daimler AG e da Ford Motor Company.

Poupar energia

Outro fator para o valor de autonomia generoso é revelado no cuidado colocado na concepção do Audi e-tron. Para conseguir aquele quilómetro extra, várias áreas de foco foram otimizadas, e nenhuma mais do que a aerodinâmica.

O peso também influencia o consumo de energia, mas em menor escala do que num automóvel com motor de combustão interna, por vir equipado com sistemas de recuperação de energia — travagem regenerativa —, revelando toda a sua eficácia em condução urbana.

Mais importante é o fator aerodinâmico, aspeto que recebeu toda a atenção no refinamento das linhas e formas do Audi e-tron. O coeficiente aerodinâmico (Cx) é de apenas 0,28, um valor de excelente nível considerando a tipologia. No entanto, este valor pode descer ainda mais, até aos 0,27, graças à introdução dos retrovisores virtuais, que substituem os retrovisores convencionais por duas câmaras.

Retrovisores virtuais
Duas câmaras substituem os retrovisores convencionais, reduzindo a largura total do e-tron em 15 cm. As imagens capturadas pelas câmaras surgem em dois ecrãs OLED de 7" localizados nas portas, e adicionam funcionalidades como zoom e três vistas pré-programadas no sistema MMI — autoestrada, estacionamento e viragem.

 

Para reduzir ainda mais o atrito aerodinâmico, o Audi e-tron integra soluções como a suspensão adaptativa pneumática (de série) que, a partir dos 120 km/h, reduz a distância ao solo até 26 mm — 172 mm é a distância ao solo regular.

O fundo do Audi e-tron é também carenado, otimizando o fluxo de ar por baixo da carroçaria; existem cortinas de ar na dianteira que redirecionam o fluxo de ar para o exterior das rodas de 19″ — também elas de desenho aerodinâmico e os pneus 255/55 R19, apesar de grandes em dimensão, são de baixa resistência ao rolamento —; a entrada de ar existente na grelha Singleframe é também ajustável, abrindo apenas quando necessário, para o arrefecimento das baterias ou para fazer uso do ar condicionado.

Elétrico, mas também um SUV

O Audi e-tron assume-se como um SUV no seu formato, com um estilo que facilmente se integra na restante família Audi. As suas dimensões colocam-no entre o Audi Q5 e o Audi Q7, garantindo cotas internas referenciais, como uma bagageira com 660 l de capacidade, que pode crescer até aos 1725 l com os bancos traseiros rebatidos.

Audi e-tron

O interior segue o caminho aberto pelos mais recentes lançamentos da marca dos quatro anéis — o Audi Q8 ou o Audi A6, por exemplo. A aparência é sofisticada e robusta, mas também elegante, com o desenho do interior a ser caracterizado por linhas horizontais e é impossível não constatar o domínio do digital.

O Audi Virtual Cockpit é de série, e recebe a versão mais recente do sistema de infoentretenimento MMI, aqui com dois ecrãs táteis, onde o inferior permite controlar, por exemplo, o sistema de climatização — bi-zona de série, opcionalmente pode ser de quatro zonas.

Como não poderia deixar de ser, o Audi e-tron 55 quattro incorpora os mais recentes avanços da marca em assistentes de condução e conectividade, integrando igualmente um assistente de eficiência que promove um estilo de condução económico com recurso a informação preditiva.

Ou seja, usando a informação do sistema de navegação, aquela que capta através dos seus sensores e radares, e trabalhando em conjunto com o assistente de cruise control adaptativo, pode acelerar e travar atempadamente, recuperando o máximo de energia possível neste processo e de forma automática.

Quando em isolamento (sem cruise control adaptativo), o assistente de eficiência notifica antecipadamente o condutor, potenciando uma condução mais económica e maximizando a distância possível de percorrer com a carga disponível.

Audi e-tron, 2019

e-tron, sinónimo de futuro

O Audi e-tron não é só um novo automóvel com um novo grupo motriz. É o primeiro capítulo e um dos pilares para redefinir a mobilidade no segmento premium — em 2025, uma variante eletrificada, seja híbrida ou totalmente elétrica, estará presente em todas as famílias de modelos da marca. A meio da próxima década, um em cada três Audi vendidos será eletrificado de uma forma ou de outra.

O tempo médio de leitura são 00:00

Ainda só usaste

00:00

Queremos devolver o tempo que usarás a ler estas 15 edições.
Para isso a Audi juntou-se a nós. Fruto do conceito da 25ª Hora, vamos oferecer uma Experiência Audi inesquecível!

Para participares basta seguires os passos abaixo:

1. Segue-nos nas redes sociais

2. Subscreve a nossa newsletter

Subscrever

3. Quando o contador chegar aos 60 segundos, deixa-nos o teu e-mail

Pssst! Não te preocupes, os teus dados estão seguros connosco. Consulta aqui a nossa política de privacidade.

Edição Anterior

Os benefícios de um automóvel conectado e autónomo

O que teremos a ganhar, seja como condutor ou passageiro, num futuro onde o automóvel conectado e autónomo será uma realidade?

Lê Agora