Onde colocar o conta-rotações? A Pontiac colocou-o no capô

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Arranque a Frio

Onde colocar o conta-rotações? A Pontiac colocou-o no capô

Um precursor dos head-up displays? Este conta-rotações da Pontiac colocado no capô ficava diretamente na linha de visão do condutor.

O curioso conta-rotações no capô apareceu como opção na Pontiac em 1967 e podia ser montado no Firebird — o «irmão» do Chevrolet Camaro e rival do Ford Mustang — e noutros modelos da marca norte-americana, como o muscle car GTO.

A ideia veio do designer da GM Ron Hill (e foi patenteada com o seu nome), para «descongestionar» os painéis de instrumentos muito cheios de alguns modelos da Pontiac.

O maior argumento de venda era o de ficar diretamente na linha de visão do condutor — e apostamos que também era muito… cool —; o mesmo argumento dos head-up displays de hoje. Poderemos considerar este conta-rotações no capô um precursor dessa tecnologia?

LEIAM TAMBÉM: O Abarth com um pneu sobressalente que também é… para-choques

Esteve disponível até 1972 e passou por várias iterações — ficaria mais pequeno e o design também mudaria (grafismos e cobertura). Em 1970 ganhou ainda uma pequena mangueira, ligada ao aquecedor, para evitar que embaciasse.

Houve quem duvidasse da durabilidade deste item, por estar exposto aos elementos ou pelo bater do fechar do capô, mas hoje é muito procurado.

Claro que Jay Leno tinha de ter um Pontiac com o conta-rotações no capô — vejam no vídeo acima —, apesar de não ser a principal razão para ter um Firebird Sprint na sua vasta coleção.


Sobre o “Arranque a Frio”. De segunda a sexta-feira na Razão Automóvel, há um “Arranque a Frio” às 8h30 da manhã. Enquanto bebe o seu café ou ganha coragem para começar o dia, fique a par de curiosidades, factos históricos e vídeos relevantes do mundo automóvel. Tudo em menos de 200 palavras.

Mais artigos em Notícias