Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Antevisão

O futuro é elétrico e nem os “pocket rockets” escapam. 5 novidades até 2025

Alpine, CUPRA, Peugeot, Abarth e MINI já preparam uma nova geração de pocket rockets, que serão 100% elétricos.

O pocket rocket está morto, viva o pocket rocket? Nesta caminhada, inexorável, do automóvel para a sua eletrificação, Alpine, CUPRA, Peugeot, Abarth e MINI preparam-se para reinventar o desportivo compacto, que trocará as octanas pelos eletrões.

Ainda existem pocket rockets no mercado (mas cada vez menos) e este ano até vimos este nicho ser enriquecido com a chegada do excelente Hyundai i20 N, mas o destino destes pequenos e rebeldes modelos a octanas parece estar traçado, por força dos regulamentos contra as emissões — é uma questão de (poucos) anos para terem de saírem, obrigatoriamente, de cena.

Porém, nos bastidores da indústria automóvel já se prepara uma próxima e inédita geração de pocket rockets, e vão ser um “animal” bastante distinto daquele que temos conhecido até agora.

VEJAM TAMBÉM: Volkswagen ID.X revelado com 333 cv. “Hot hatch” elétrico a caminho?
Hyundai i20 N
Hyundai i20 N Razão Automóvel

Isto porque vamos ter de esquecer dos pocket rockets a gasolina que tão bem conhecemos e apreciamos, que fazem barulho quando esmagamos o acelerador, que trazem “pops e bangs” de série, e têm três pedais para uma maior interação e controlo.

A nova “espécie” que tomará o seu lugar será 100% elétrica e 100% mais… fácil. Performance mais acessível, linearidade absoluta na sua entrega, sem interrupções ineficazes para trocar de relação. Mas será que se “entranharão na pele” como alguns dos pocket rockets de hoje e também do passado? Em poucos anos saberemos.

O mais próximo hoje que temos dessa futura realidade é o MINI Cooper SE, a versão elétrica do conhecido MINI que, com 135 kW ou 184 cv, já garante números de respeito, como atestam os 7,3s nos 0-100 km/h e vem com um chassis à altura, que lhe dá a atitude dinâmica mais acutilante de todos os pequenos elétricos à venda hoje.

Mini Electric Cooper SE

Com uma nova geração do clássico MINI de três portas prevista para 2023, as expectativas são elevadas para as variantes mais desportivas e, espera-se, que permitam uma autonomia superior — apenas 233 km no modelo atual.

Resposta francesa

Mais propostas para este nicho estão previstas e o primeiro que deveremos conhecer será, provavelmente, o Peugeot 208 PSE, com os rumores a apontarem também o ano de 2023 para a sua revelação, coincidindo com o restyling do bem sucedido modelo francês.

TÊM DE VER: Assalto à coroa: Fiesta ST, Polo GTI e i20 N. Qual é o rei dos pocket rocket?

Já existe um e-208, com 100 kW ou 136 cv de potência e uma bateria de 50 kWh, mas a expetativa é a de que o futuro 208 PSE (Peugeot Sport Engineered) adicione mais potência para garantir maior performance.

Peugeot e-208 GT
Peugeot e-208 GT

De momento só existem rumores sobre quantos mais cavalos, ou melhor, quilowatts, trará. Segundo a Car Magazine, o futuro 208 PSE virá com 125 kW de potência ou 170 cv. Um acréscimo modesto, mas que deverá garantir sete segundos ou um pouco menos nos clássicos 0-100 km/h. Como referência, o e-208 faz 8,1s.

A bateria deverá manter-se nos 50 kWh, por limitações físicas da plataforma CMP, o que se traduzirá numa autonomia de 300 km ou pouco mais.

Mas a maior expetativa será a relativa ao chassis. Se o 508 PSE, o primeiro Peugeot Sport Engineered lançado, for indicativo do que poderemos encontrar no futuro 208 PSE, há esperança para este pocket rocket 100% elétrico.

No ano seguinte, em 2024, deveremos conhecer aquele que será o seu maior potencial rival, o Alpine com base no futuro Renault 5 elétrico. Ainda sem nome definitivo, já sabemos que o futuro pocket rocket elétrico da Alpine terá maior “poder de fogo”.

Renault 5 Alpine

Se o Renault 5 elétrico vai ter 100 kW de potência (136 cv), o Alpine irá montar o mesmo motor elétrico do novo Mégane E-Tech Electric, de 160 kW (217 cv), o que deverá garantir um tempo nos 0-100 km/h abaixo dos seis segundos.

Terá o motor do Mégane elétrico, mas é pouco provável que recorra à bateria de 60 kWh que o equipa e que garante mais de 450 km de autonomia. O mais provável é que recorra à bateria de 52 kWh, a maior prevista para o Renault 5 elétrico, e que deverá garantir à volta de 400 km de autonomia.

VEJAM TAMBÉM: Adeus, Renault Sport. Longa vida à Alpine

Tal como o Peugeot 208 PSE, também o Alpine será um tração dianteira, na melhor tradição hot hatch ou, neste grupo em específico, pocket rocket. E deverá ser um forte contraste para os Renault Sport que marcaram as últimas décadas a este nível.

Italianos também preparam pocket rocket eletricamente “envenenado”

Saindo de França e descendo para sul, na Itália, 2024 também será o ano que conheceremos o primeiro escorpião elétrico da Abarth.

Abarth Fiat 500 elétrico X-Tomi Design

Pouco ou nada se sabe sobre o futuro pocket rocket elétrico italiano, mas vamos assumir que será, muito provavelmente, uma versão “envenenada” do novo Fiat 500 elétrico. O citadino elétrico surge equipado com um motor de 87 kW (118 cv), o que permite 9,0s nos 0-100 km/h — acreditamos que suplantará alegremente esse valor na Abarth. Fica por saber por quanto.

Hoje em dia ainda podemos adquirir os Abarth 595 e 695 equipados com um 1.4 Turbo cheio de força e caráter, e apesar das suas muitas limitações — como descobrimos no nosso mais recente teste ao pocket rocket da marca do escorpião —, é difícil resistir aos encantos desta proposta. Será que o novo escorpião elétrico encantará de igual forma?

Rebelde espanhol

Por fim, mas não menos importante, veremos chegar em 2025 a versão de produção do CUPRA UrbanRebel, o exuberante concept revelado há quase um mês no Salão de Munique.

CUPRA UrbanRebel Concept

Tentem visualizar o concept sem os exagerados adereços aerodinâmicos e ficamos com uma imagem próxima do que será a futura versão de produção do modelo.

VEJAM TAMBÉM: i Vision Circular. A visão da BMW para uma mobilidade sustentável em 2040

A versão de produção do UrbanRebel fará parte de uma nova geração de modelos elétricos compactos do Grupo Volkswagen, que recorrerá a uma versão mais curta e simplificada da MEB, para os tornar o mais acessíveis.

Também deverá ter tração dianteira e, ao que consta, o CUPRA UrbanRebel será equipado com um motor elétrico de 170 kW ou 231 cv, o que o põe em linha com o Alpine em matéria de performance.

CUPRA UrbanRebel Concept

Pouco ou nada mais sabemos sobre o futuro pocket rocket elétrico espanhol, mas, curiosamente, temos uma ideia sobre quanto custará, apesar de ainda estar a quase quatro anos de distância.

A nova proposta 100% elétrica da CUPRA, que ficará posicionada abaixo do novo Born, apresentará um preço 5000 euros superior à anunciada para o futuro Volkswagen sobre a mesma base, antecipada pelo concept ID. Life.

VEJAM TAMBÉM: Honda e-Drag. O futuro rei elétrico das drag races?

Ou seja, a futura versão de produção do UrbanRebel deverá começar nos 25 mil euros, ainda que este preço dificilmente seja o da versão mais desportiva do futuro modelo.

Sabe responder a esta?
Qual a capacidade do maior motor montado de série no Peugeot 205 GTI?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Lembras-te deste? Peugeot 205 GTi. Um pequeno leão cheio de raça

Mais artigos em Notícias